Alto custo e rejeição fizeram Globo cancelar humorísticos

Globo
Diogo Vilela nos bastidores das gravações do Zorra; Globo encerra programa de humor devido ao alto custo e rejeição ao conteúdo até dentro da própria emissora (Imagem: Divulgação / Globo)

Apesar da Globo usar a crise causada pela pandemia como justificativa oficial para o fim dos seus humorísticos, a verdade é que a decisão de conter gastos não se deu de um dia para o outro. O entendimento da emissora era de que as produções gastavam demais e o retorno não era tão recompensador…

De acordo com o jornalista Flávio Ricco, do R7, o Zorra é, entre os programas do gênero que estão com os dias contados, o maior exemplo desta constatação. A atração das noites de sábado já havia virado uma marca do humor dentro do canal, mas o seu desgaste era inevitável.

Desde que foi totalmente repaginado em 2015, perdendo o “Total” do título e apresentando um formato similar ao que é feito, de forma bem sucedida na internet, em canais como o Porta dos Fundos, o humorístico sofria críticas constantes dentro da própria casa. Muitos apontavam que, a cada temporada, o humor perdia mais a graça.

Produzidos pela mesma equipe, o modelo de humor passou a se alastrar para outros produtos como a Escolinha do Professor Raimundo e o Fora de Hora, que também foram cancelados e não retornam à programação no ano que vem.

O anúncio do fim dos programas de humor pesou o clima dentro dos bastidores da Globo. Os atores do Zorra, do Fora de Hora e da Escolinha do Professor Raimundo estão preocupados quanto à lista de quem deve ficar na emissora e quem deve ser mandado embora.

Os rumores que rolam nos bastidores são de que mais de 50 profissionais devem ser demitidos nas próximas semanas, de acordo com a colunista Fábia Oliveira, do jornal O Dia.

Informações da coluna de Maurício Stycer, do UOL, dão conta ainda que a emissora carioca criou um grupo de humor para desenvolver um novo humorístico para as noites de sábado.

O jornalista ainda contou que toda a criação do novo formato terá a supervisão de Silvio de Abreu, com coordenação do roteirista Antônio Prata. Alguns redatores dos humorísticos cancelados serão integrados ao processo. Marcelo Adnet e Fernando Caruso integram a equipe de criação.

AvatarDa Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›