Amor de Mãe conquista melhor audiência no sábado e cresce na média semanal

Amor de Mãe
Taís Araújo (Vitória) e Regina Casé (Lurdes) em Amor de Mãe; novela bate recorde de audiência aos sábados (Imagem: Estevam Avellar / Globo)

Apesar da virada de ano, terça-feira (31) e quarta-feira (1°), as novelas em exibição na TV aberta esboçaram reação na audiência entre 30 de dezembro de 2019 e 4 de janeiro de 2020 – exceto Amor Sem Igual e O Rico e Lázaro (2017), na Record. O destaque ficou por conta de Amor de Mãe que, com a confissão de Vitória (Taís Araújo) para Lurdes (Regina Casé) sobre a maternidade de Sandro (Humberto Carrão), bateu seu recorde aos sábados.

A trama que a Globo exibe às 21h acumulou 29,3 pontos. Com os capítulos da semana voltados para a agonia de Vitória acerca dos traumas do passado, o folhetim de Manuela Dias emplacou 25,8 de média semanal ante 24,8 da semana anterior (23 a 28 de dezembro de 2019).

Avenida Brasil (2012) em Vale a Pena Ver de Novo foi de 15 a 16,2. A reprise da obra de João Emanuel Carneiro focalizou a desavença de Carminha (Adriana Esteves) e Tufão (Murilo Benício), após a descoberta dele sobre a origem de Jorginho (Cauã Reymond) – filho biológico que a megera tratava como adotivo.

Malhação – Toda Forma de Amar, por sua vez, subiu de 14,9 para 15,8. Em cena, os dilemas de Anjinha (Caroline Dallarosa), flagrada pelo ex Cléber (Gabriel Santana), aos beijos com Tatoo (Caian Zattar). E os primeiros encontros de Rui (Rômulo Arantes Neto) com a filha, sob vigilância de Lígia (Paloma Duarte).

Às 18h, Éramos Seis cresceu timidamente, indo de 17,7 para 18,2. A narrativa de Ângela Chaves destacou a visita de Emília (Susana Vieira) à filha Justina (Júlia Stockler) em Itapetininga; também o envolvimento de Isabel (Giullia Buscacio) e Felício (Paulo Rocha), que levou a moça a brigar com a mãe, Lola (Gloria Pires).

Por fim, Bom Sucesso às 19h, que subiu de 25 para 25,5. O enredo de Paulo Halm e Rosane Svartman trouxe as armações de Diogo (Armando Babaioff) contra a família Prado Monteiro, especificamente Marcos (Romulo Estrela); o rapaz foi flagrado por Paloma (Grazi Massafera) ao lado de outra mulher, na cama.

No SBT, as reapresentações de Meu Coração é Teu e Abismo de Paixão foram de 4,8 e 5,3 para 5,4 e 5,9. As Aventuras de Poliana, aplacada por sucessivos esticamentos, cresceu apenas um décimo: de 7,7 a 7,8. Cúmplices de um Resgate (2015), por sua vez, rendeu 7 – frente 6,8 da semana anterior.

Na Record, apenas os repetecos de A Escrava Isaura (2004) e Caminhos do Coração (2007): a primeira de 5,4 para 5,6; a segunda de 3,6 para 3,9. No horário nobre, queda para a inédita Amor Sem Igual (6,8 x 6,7) e para a reexibição de O Rico e Lázaro (5,6 x 5,3). Cabe lembrar que as novelas da casa não foram exibidas na terça.

Duh SeccoDuh Secco
Duh Secco é  "telemaníaco" desde criancinha. Em 2014, criou o blog "Vivo no Viva", repercutindo novelas e demais atrações do Canal Viva. Foi contratado pela Globosat no ano seguinte. Integra o time do RD1 desde 2016, nas funções de repórter e colunista. Também está nas redes sociais e no YouTube (@DuhSecco), sempre reverenciando a história da TV e comentando as produções atuais.
Veja mais ›