Ana Hikari fala de As Five e desabafa sobre machismo e bissexualidade

Ana Hikari
Ana Hikari comentou sobre a série As Five, derivada de Malhação – Viva a Diferença (Imagem: Divulgação / Globo)

Uma das protagonistas de As Five, spin-off de Malhação – Viva a Diferença, produzida para o Globoplay, Ana Hikari falou sobre a expectativa do público para o lançamento da produção. A estreia da série está prevista para novembro na plataforma.

O fato de os fãs terem curtido e repercutido ‘Malhação – Viva a Diferença’ foi crucial para a trama ter uma continuidade com esse spin-off. É uma confluência de fatores: os prêmios que a gente recebeu, o barulho deles nas redes…“, analisou ela em entrevista à coluna de Patrícia Kogut, do jornal O Globo.

Conversamos bastante pelo Twitter e sempre citam os trechos que saem nos trailers, as novidades… Eles reparam em detalhes, criam teorias, querem adivinhar tudo o que vai acontecer“, contou.

A atriz revelou que haverá uma mudança nos perfis das personagens. No derivado, Tina, defendida por ela, vai aparecer trabalhando como uma DJ bem sucedida: “Quando a gente passa dos 16 para os 25 anos, muita coisa muda. Para as meninas, não é diferente“.

Felizmente, tivemos o prazer, a sorte e o privilégio de trabalhar com o Cao Hamburger desde ‘Malhação’. Ele criou esse universo jovem sem deixá-lo superficial ou fútil. As personagens sempre tiveram profundidade. O que acontecerá de diferente na série são os temas da vida adulta: experiências no trabalho, nas relações afetivas, no contato delas com as drogas“, adiantou.

A artista repercutiu nas redes sociais recentemente ao revelar ter sido agredida por um ex-namorado. O caso foi recebido com perplexidade pelo fato de Ana sofrer com preconceito e machismo na escola onde estudava. 

Infelizmente, tive alguns relacionamentos abusivos. Ao sofrer uma agressão de um namorado na adolescência, ouvi de uma professora que eu era ‘mulher de malandro, que gostava de apanhar, mas voltava’. Ou então julgarem a figura feminina. Quem estava em volta nunca me apoiava, ainda que eu estivesse nessa situação de vulnerabilidade. Atribuíam o erro a mim, e não ao agressor. É uma situação grave“, lamentou.

Apesar de problemas como esse estarem longe de acabar, Ana Hikari se mostrou otimista: “Mas sinto que as coisas estão começando a mudar. Hoje em dia temos sensibilidade e conhecimento para conversar com quem sofre esse tipo de coisa. Há informação e muita gente disposta. Uso as minhas redes sociais para isso, por exemplo. Ter mais de um milhão de seguidores não é nada se eu não proporcionar um conteúdo que gere reflexão. Não quero que me sigam porque me veem na TV ou porque me acham bonita. Acho importante falar do que passei porque qualquer uma de nós está sujeita“.

Ana também falou abertamente, tempos atrás, sobre a sua bissexualidade. “É legal poder falar sobre isso porque sempre tive muita insegurança em expor. Pessoas bissexuais têm a sexualidade questionada com frequência. Estar em um relacionamento sério é normalmente uma das motivações para comentários. Eu, por exemplo, namoro um homem, e as pessoas deduzem que sou hétero. A bissexualidade não depende do gênero da pessoa com quem você está se relacionando no momento“, disse ela que, atualmente, namora o funcionário público Gersínio Neto.

CONTINUE LENDO →

A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com