Ana Hikari lamenta ausência de indígenas na TV e protagonista branca de Alma Gêmea

Ana Hikari
Ana Hikari lamentou ausência de indígenas da TV; Serena (Priscila Fantin), protagonista branca de Alma Gêmea, foi citada (Imagens: Estevam Avellar – João Miguel Júnior / Globo)

A falta de oportunidade para pessoas racionalizadas nas produções de TV e na publicidade foi pauta de uma conversa entre as atrizes amarelas Ana Hikari, Beatriz Diaférie, Bruna Aiiso e Jacqueline Sato no Instagram. A intérprete da Tina de Malhação – Viva a Diferença (2017) falou sobre a dificuldade das atrizes de origem asiáticas e lembrou das lutas de pessoas negras e indígenas na profissão.

Experiência de trabalho a gente só adquire trabalhando, e o que falta é oportunidade para as pessoas racionalizadas, e agora eu também estou falando sobre pessoas negras e pessoas indígenas, porque se a gente (atrizes amarelas) teve duas protagonistas asiáticas em 70 anos de TV, vale a pena a gente falar que não tivemos nenhum protagonista indígena. Nenhum! A única que teve lá, que era indígena, era branca”, criticou a atriz, arrancando risos das amigas.

Era a Giovanna Antonelli?”, questionou Beatriz Diaféria. “Não, acho que era a Priscila Fantin”, entregou Bruna Aiiso, se referindo à intérprete de Serena da novela Alma Gêmea (2005), uma indígena que dizia que, apesar de ter um pai branco, sua origem era do povo da mata.

Ana Hikari endossou que já viu muito atores brancos que não eram talentosos no início de suas jornadas e que só se desenvolveram com o tempo, por conta de oportunidades. “Pessoas brancas tem o direito de não nascerem prontas. Pessoas racionalizadas têm que chegar prontas. Eu até entrei em desespero quando falaram que iriam reprisar ‘Malhação – Viva a Diferença’, porque nos primeiros capítulos eu estava aprendendo a trabalhar. […] Se hoje eu consegui me desenvolver, é porque eu tive oportunidade”, afirmou.

Os outros milhões

Fenômeno de popularidade na internet, a participante do BBB 2021, Juliette Freire é aguardada no “mundo real” por mais de 100 representantes de marcas que estão interessadas em patrociná-la.

O mercado de comunicação prevê que os futuros contratos da maquiadora são estimados em R$ 4 milhões, mais do que a dobro do que o valor pago ao vencedor do programa, R$ 1,5 milhão.

A equipe que gerencia o perfil da sister só espera o final do programa, no próximo, para iniciar as publicações patrocinadas no Instagram e no Twitter.

Viva o Rei!

Os 80 anos de Roberto Carlos, celebrados na próxima segunda-feira (19), dominam a programação das emissoras de TV neste fim de semana. A TV Aparecida abre os trabalhos neste sábado (17), às 15h. O Padre Antônio Maria recebe o maestro Eduardo Lages, que acompanha o Rei há mais de quatro décadas, no Sábado com Maria. Os dois interpretam clássicos do repertório de Roberto.

O Canal Viva traz dois especiais de Natal de RC: o já exibido sábado passado (10), por volta de 16h15 – logo após A Viagem (1994) –, e outro às 20h.

No domingo (18), o Fantástico recebe artistas de diferentes gerações para cantar trechos das famosas canções de Roberto Carlos; nomes como Alcione, Caetano Veloso, Marília Mendonça e Vitor Kley integram a homenagem. O Câmera Record destaca participações históricas do famoso na emissora que o projetou, de humorísticos, ao lado de Jô Soares, ao Programa Silvio Santos, passando pela festa de 25 anos do ídolo da Jovem Guarda.

Duh Secco e Daniel RibeiroDuh Secco e Daniel Ribeiro
A coluna Curto-Circuito é assinada por Duh Secco e Daniel Ribeiro, editor-assistente e repórter especial do RD1, respectivamente, e reúne, de terça a sábado, logo cedinho, o que é e vai virar notícia nas próximas horas envolvendo os movimentados bastidores da TV.
Veja mais ›