Andréia Sadi expõe machismo na política após senadora ser atacada por ministro

Andréia Sadi
Andréia Sadi falou sobre machismo na política (Imagem: Reprodução / Instagram)

Andréia Sadi decidiu falar, nesta terça-feira (21), sobre o machismo ao qual profissionais do sexo feminino que cobrem a política em Brasília estão submetidas. O desabafo da jornalista da Globo foi feito no Twitter após o ataque sofrido pela senadora Simone Tebet (MDB-MS).

A senadora foi chamada de “descontrolada” pelo ministro da CGU (Controladoria-Geral da União), Wagner do Rosário, durante depoimento hoje na CPI da Covid.

Em seu perfil, a contratada da Globo e da GloboNews, que é conhecida pela sua cobertura dos bastidores da política na capital federal, disse que ataques desse tipo às mulheres são bastante comuns.

“Em tantos anos de cobertura política, o ataque à mulher é assim: descontrolada, louca… Se é assertiva, é agressiva e por aí vai (nem vou citar os de baixo calão). O que vimos hoje na CPI, com o ataque à Simone Tebet: cenas explícitas de machismo na política brasileira”, desabafou.

André Sadi fez a postagem em referência ao que ocorreu com Tebet. Ontem, o ministro da Controladoria-Geral da União (CGU) chamou ela de “descontrolada” durante reunião da CPI da Covid. A fala de Rosário gerou tumulto entre os senadores, e o ministro deixou a sessão.

Logo depois, a pedido do presidente da CPI, Omar Aziz (PSD-AM), o relator da comissão, Renan Calheiros (MDB-AL), converteu a condição do ministro de testemunha para a de investigado.

A declaração do ministro veio após Tebet ter criticado a atitude do ministro em relação ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e ao processo de aquisição pelo governo federal da vacina Covaxin.

“Temos um controlador que passa pano, deixa as coisas acontecerem“, afirmou Simone Tebet, em seu discurso.

O senador reagiu: “Bem, senadora, com todo o respeito à senhora, eu recomendo que a senhora lesse tudo de novo porque a senhora falou uma série de inverdades aqui”.

Tebet respondeu: “Não faça isso. O senhor pode dizer que eu falei inverdades, mas não me peça para fazer algo porque eu sou senadora da República”. Tebet disse ainda que Rosário estava “se comportando como um menino mimado”.

“A senhora me chamou de engavetador, me chamou do que quis”, retrucou o ministro. “Me chama de menino mimado, eu não lhe agredi. A senhora está totalmente descontrolada, me atacando”, disparou ele.

MAIS LIDAS

Luiz Fábio Almeida
Luiz Fábio Almeida é jornalista, produtor multimídia e um apaixonado pelo que acontece na televisão. É redator e colunista do RD1. Está nas redes sociais no @luizfabio_ca e também pode ser encontrado através do email [email protected]
Veja mais ›