Angélica
Angélica comentou sobre a possível carreira política de Luciano Huck (Imagem: Reprodução / Instagram)

Luciano Huck voltou a ser um dos nomes cotados para as próximas eleições. Apesar dele negar o interesse em uma candidatura, o apresentador segue sendo sondado. Angélica, então, resolveu abrir o jogo e comentar o que pensa sobre o marido na política.

Questionada se a possibilidade de ser primeira-dama lhe assusta, a global disse que sim. “Não é um desejo meu. Seria uma honra? Claro. Mas nunca quis isso. No Brasil, em vez de a política ser algo do qual as pessoas se orgulham, dá medo. Mesmo sem ser candidato, Luciano já apanha de todos os lados. Estamos acostumados com fake news, mas de um jeito menos sujo. Por outro lado vejo isso, digamos, como um “chamado”, que ele não buscou”, afirmou ela à Marie Claire.

“É uma coisa tão especial, que se ele decidisse se candidatar, o apoiaria. Acredito na capacidade de trabalho e no olhar para o outro que ele tem. Mas é uma escolha minha? Acho muito legal? Não posso falar isso porque não seria verdade [risos]. Teríamos mais a perder do que a ganhar. Mas estamos em um momento tão louco na política que não quero, jamais, ser egoísta e leviana de impedir algo nesse sentido. Jamais falaria ‘não, você não vai’. Jamais”, garantiu a famosa.

Angélica também comentou sobre como a carreira política de Huck afetaria seu trabalho na televisão: “Não ficaria muito bom estar na televisão. O que também pesa, tenho uma carreira feliz. Mas não seria um impedimento”.

A artista ainda falou que confia muito no esposo, mas não sabe se o Brasil está preparado para tê-lo como governante agora. “Não posso dizer que ele seria o salvador da pátria, não existe isso. Acredito muito nele e no quão genuína é sua vontade de ajudar, mas não sei se o Brasil estava preparado e se ele estava preparado para o Brasil que pegaria. Essas coisas têm a sua hora”, disse.

🔵Boletim RD1 💥 Notícias dos Famosos