Antonia Fontenelle, Carlinhos Mendigo e Netinho são acusados de LGBTIfobia e racismo

Antonia Fontenelle
Antonia Fontenelle, Carlinhos Mendigo e Netinho serão investigados pelo Ministério Público (Imagens: Reprodução – Instagram / Montagem – RD1)

O Ministério Público de São Paulo aceitou, após seis meses, a denúncia do suplente de Deputado Estadual e ativista dos direitos LGBTI+, Agripino Magalhães, contra Antonia Fontenelle, Carlinhos Mendigo e Netinho por LGBTfobia e racismo. A informação é da coluna de Fábia Oliveira, do jornal O Dia.

Em entrevista, Ângelo Carbone, advogado do caso, e especialista em crimes contra Homofobia e Racismo, explicou: “As pessoas precisam saber que esses tipos de comentários sobre racismos e preconceitos não cabem mais na sociedade”.

“São discursos de ódio e isso é crime. Crime previsto por lei e que pode levar uma pessoa à prisão por oito anos. Nós queremos punição para que isso não se repita entre pessoas famosas e formadoras de opiniões“, completou.

De acordo com a publicação, a apresentadora, o humorista e o cantor foram intimados à prestarem depoimentos nos próximos dias.

Para quem não sabe, a razão de Netinho ter sido denunciado foi por causa de uma publicação que ele fez no Instagram e no Facebook. Na ocasião, o cantor disse que “se esse pessoal LGBT não vivesse de acordo com o fiofó, pensando com o fiofó, o Brasil ia ser maravilhoso”.

Carlinhos Mendigo, por sua vez, postou uma foto de Thammy Miranda com seu filho, ao lado de uma imagem do ator há alguns anos, antes da transformação. “Prefiro ser órfão do que ser adotado por uma mulher operada que se passa por homem para ter o privilégio de adotar uma criança”, disse o humorista.

A acusação de Antonia Fontenelle foi após um comentário que a apresentadora fez sobre a música Fricote de Luiz Caldas. “Nega do cabelo duro, que não gosta de pentear…”, citou a famosa, que completou: “Hoje em dia não se pode falar nada porque ‘tudo é racismo’, ‘tudo ofende’ e ‘tudo mimimi'”.

Na entrevista, Netinho, que também estava presente, ainda disparou: “A vida da gente hoje… A gente está cercado de todos os lados, vigiado por todos os lados, infelizmente”. E a loira emendou: “É uma liberdade vigiada, você não pode nada, tudo é um problema, é uma grande confusão”.

De acordo com a colunista, na próxima terça-feira (16), Agripino Magalhães comparecerá à 15ª Delegacia de São Paulo (Itaim).

AvatarDa Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›