Anunciar no BBB 2020 ficou mais caro e Globo já garante lucro de R$ 255 milhões

BBB 2020
Anônimos e famosos se encontram após queda de muro no BBB 2020 (Imagem: Reprodução / Globo)

Antes mesmo de completar uma semana no ar, a Globo já comemora o sucesso comercial da vigésima temporada do Big Brother Brasil, que entrou em cena cercada de expectativas. O BBB 2020 dispõe no momento de cinco cotas de patrocínio milionárias com as marcas Americanas, Burguer King, Claro, Faculdades Anhanguera e PicPay.

Cada empresa pagou a bagatela de R$ 42,620 milhões, o que soma um faturamento de R$ 255,7 milhões aos cofres da Globo. As empresas serão anunciadas ao longo dos três meses do programa e também terão suas marcas divulgadas nas coberturas feitas pelo Multishow e Gshow, assim como nas redes sociais.

Essa será a primeira vez que a Globo integrará os anunciantes em outras plataformas, o que valorizou ainda mais a venda. Em 2019, cada cota de patrocínio foi oferecida por R$ 37,3 milhões, uma diferença de mais de R$ 5 milhões.

O BBB 2020 ainda fechou parceria para outras ações comerciais, que serão feitas durante as festas, Prova do Líder e outras dinâmicas. A Embelleze, a Honda e a Itatiaia já garantiram os seus espaços na casa mais vigiada do Brasil.

E se isso tudo já parece muito, pode ser ainda melhor. Esta coluna apurou que há a possibilidade, nos próximos dias, de uma sexta grande marca se juntar ao time de patrocinadores. As conversas são com uma rede de supermercados.

CONTINUE LENDO →

Daniel Ribeiro cobre televisão desde 2010. No RD1, ao longo de três passagens, já foi repórter e colunista. Especializado em fotografia, retorna ao site para assinar uma coluna que virou referência enquanto esteve à frente, a Curto-Circuito. Pode ser encontrado no Twitter através do @danielmiede ou no danielribeiro@rd1.com.br.