Ao vivo, repórter fala “palavrão” em conversa com Datena na Band

Datena
Valteno de Oliveira usou um palavrão ao vivo na Band (Imagem: Reprodução / Band)

Um fato curioso aconteceu no Brasil Urgente, da Band, enquanto o apresentador José Luiz Datena conversava com o colega Valteno de Oliveira.

O assunto era a pandemia do coronavírus e a possível cura da doença. Em determinado momento da conversa, Datena falou sobre o enclausuramento das pessoas em suas casas e a possível violência contra crianças e idosos.

Eu tenho um trecho de uma entrevista que eu fiz com a ministra Damares [Alves], hoje de manhã na Rádio Bandeirantes, que ela fala do confinamento e o risco que tem de agressões à mulher, às crianças. Já acontece, normalmente, isso, mas com as pessoas ficando em casa, sem mobilidade, isso aumenta. E quem souber disso, que denuncie”, começou o jornalista.

Datena, então, o prosseguiu seu relato da entrevista com a ministra de Bolsonaro. “A criança que não vai à escola, não dá para saber se ela é atacada, se ela é abusada porque o professor que presta atenção nisso, não vai dar aula pra ela”, destacou Datena.

A ministra Damares, prestem atenção senhores idosos, puxa a orelha de muita gente que abusa dos velhinhos. Que deixa os velhinhos presos em casa para tomar benefício. Tem vídeo de filho torturando velhinho em casa com bituca de cigarro. Você imagina uma coisa dessas?“, questionou Datena a Valteno.

Foi então que o repórter da Band disparou: “Quem merda, hein?”. De forma descontraída, Datena levou na esportiva o desabafo do colega e disse: “Exatamente esta palavra que eu queria usar. Usou a palavra que eu queria usar. Eu não sei se você queria usar esta palavra no viva voz ou se saiu do fundo do coração. Normalmente isso não sai do fundo do coração, mas parece que isso saiu do fundo do coração. Foi o melhor comentário que eu já vi na minha vida”, disparou Datena, aos risos.