Ao vivo, Neto provoca e pede para Neymar pensar com “as duas cabeças”

Neto
Neto dá conselho inusitado a Neymar durante Os Donos da Bola (Imagem: Reprodução / Band)

Craque Neto usou boa parte de Os Donos da Bola da última terça-feira (12) para comentários sobre a atuação de Neymar dentro e fora de campo. O desabafo do ex-esportista surgiu depois da repercussão da declaração do jogador sobre o fim da sua carreira antes da Copa de 2026.

Depois de críticas e vários puxões de orelha, Neto interrompeu uma fala de Velloso e deu um conselho inusitado para o atleta: “Coloca as duas cabeças no lugar”.

“Neymar, vou dar um conselho para você. Não gosto de dar conselho nem para os meus filhos. Para eles eu mando e as vezes obedeço a eles”, iniciou o contratado da Band, visivelmente preocupado com a situação do futebol brasileiro para a Copa do ano que vem.

“Neymar, não joga os próximos oito jogos, entra em forma, se condiciona, arrebenta no PSG, vai para cima e põe a cabeça… As duas cabeças no lugar!”, recomendou. “Aí, você ganha a Copa do Mundo e depois você pensa se quer parar ou se não quer parar”, completou.

“Olha o Leleco”

Em setembro, Neymar foi alvo de um comentário debochado de Neto. No Os Donos da Bola, o ídolo do Corinthians reclamou do peso excessivo do atacante da Seleção Brasileira. “Ele é um fenômeno, não tenho dúvida disso. Agora, falar que entrou com a camisa G, que é maior? É só pegar as fotos”, apontou.

“Oh, Neymar, como você não está gordo, cara? Mas você pode, ficou um tempo de férias. Olha o seu umbigo! Cabe o meu dedo no seu umbigo, mas qual o problema? Você é um monstro, Neymar, mas está gordo, está fora de forma”, acusou.

“Por que botou o cara para jogar, por que não tira o Neymar? Tirou o Gabigol. Como tira o Gabigol? (…) A seleção brasileira hoje é o Neymar. Tudo é o Neymar. Olha o Leleco aí”, cutucou em referência ao personagem vivido por Marcos Caruso em Avenida Brasil (2012).

“A seleção depende do Neymar. O Tite depende de um cara que comanda a seleção brasileira tática e tecnicamente. Teve uma bola que era para tocar para o Gabigol, ele não tocou. Outra, o cara teve que tocar para ele. Quem disse que o Neymar é o Pelé?”, indagou.

Confira:

Esse conteúdo não pode ser exibido em seu navegador.

Paulo Carvalho
Paulo Carvalho acompanha o mundo da TV desde 2009. Radialista formado e jornalista por profissão, há cinco anos escreve para sites. Está no RD1 como repórter. Pode ser encontrado nas redes sociais no @pcsilvaTV ou pelo email [email protected].
Veja mais ›