Aos 35 anos, atriz de Chiquititas volta a falar sobre sua sexualidade

Renata Del Bianco foi Vivi em Chiquititas (Imagem: Divulgação / SBT)

Renata del Bianco fez parte do elenco principal da versão original de Chiquititas (1997), exibida até o ano de 2001 pelo SBT, e hoje, 20 anos depois, ela surpreendeu ao revelar sua sexualidade.

Aos 35 anos de idade, ela é casada com o designer Daniel Simonini e mãe de Aurora, que completa 3 anos em julho, porém, continua sendo bissexual. Em entrevista à Quem, ela falou sobre o assunto.

Com relação ao seu marido, deixou claro que ele sempre soube: “Sempre fui muito transparente. Eu não sei mentir. E, hoje em dia, é tão fácil buscar informações sobre alguém”.

“Se ele fizer uma pesquisa rápida vai encontrar sobre meus trabalhos, sobre affairs, inclusive sobre sexualidade… Não tenho que esconder, nem sentir vergonha. Eu sou bem resolvida, sabe? E quem está comigo também tem que ser”, explicou.

Em 2010, ela protagonizou um ensaio sensual com a ex-BBB Angélica Morango e revelou: “Eu lidava com o público infantil até aquele momento. Foi uma mudança de chave para mim”.

“Até então, as pessoas me viam apenas como a menininha que fez Chiquititas e ponto. Quando mostrei esse lado mais sensual, assustou um pouco, mas foi legal”, afirmou, destacando o tabu que é a bissexualidade:

“Na nossa sociedade, ou você gosta de homem, ou gosta de mulher. As pessoas, no geral, são muito quadradinhas. Digamos que nos dias de hoje está muito melhor do que já foi no passado, mas ainda está longe da aceitação total das pessoas. Meus pais sempre foram muito ‘pra frente’ da geração deles, então, nunca tive muito problema em abordar o assunto. Porém, com pais de amigos, nunca foi uma tarefa fácil”.

Sobre experiências com outras mulheres além de Angélica, ela confirmou: “Algumas vezes… Tive dois relacionamentos em que chegamos a morar juntas, mas com o tempo, o amor se tornou amizade”.

Já sobre a sua filha, admitiu: “Não tenho como não falar que sinto um pouco de medo dos rumos que a sociedade no geral vem tomando. Os tempos são obscuros… Temos que ter esperança”.

“Se compararmos com 20 anos atrás, o mundo no geral está mais empático, mas a luta continua. Talvez ainda não na geração da minha filha Aurora, mas na próxima tenhamos muito mais respeito, muito mais aceitação”, declarou.

“A Aurora é livre, ela aprende na base do amor. Tenho amigos trans que conheceram ela e ela respeitou totalmente. Fiquei orgulhosa”, finalizou.

Confira:

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›