Aos 72 anos, Jorge Aragão recebe alta de hospital após dias internado

Jorge Aragão
Jorge Aragão recebeu alta de hospital (Imagem: Reprodução / Facebook)

Jorge Aragão, de 72 anos, segue se recuperando, mas agora em sua casa. O famoso recebeu alta do Hospital Beneficência Portuguesa, em São Paulo, nesta sexta-feira (12). O sambista estava internado desde terça-feira (9), quando se sentiu mal.

No local, ele realizou uma bateria de exames e os médicos orientaram para que ele ficasse em observação. “Continuo on. Estou me sentindo um gato, velho, mas um gato e já pronto para a batalha o mais rápido possível”, disse o famoso, por meio de um comunicado.

“O cantor e compositor Jorge Aragão, através de sua assessoria de imprensa, vem por meio desta nota informar que o artista encontra-se bem e que receberá alta hospitalar na manhã desta sexta-feira, 12. Aragão, deu entrada na última terça-feira na BP – Mirante, onde permaneceu internado em observação para uma detalhada bateria de exames e melhor avaliação“, anunciou a equipe dele.

Veja Também

A nota ainda completou: “O artista e toda sua equipe, agradece o carinho e preocupação do seu público e de toda a imprensa. E se compromete em trazer novas informações assim que possível”.

Em abril passado, Jorge Aragão chegou a ficar internado para fazer uma cirurgia de cateterismo. Na época, o cantor reagiu bem ao procedimento feito em um hospital na Zona Sul do Rio de Janeiro.

Segundo informações da equipe do sambista, a operação estava prevista antes mesmo do início da pandemia. Ela acabou sendo adiantada, após o artista sentir “um desconforto torácico”.

“O procedimento, foi realizado sem intercorrências, com previsão de alta hospitalar para este final de semana. O estado de saúde do cantor é estável e evolui assintomático”, declarou o comunicado enviado pela equipe do famoso.

No ano passado, o artista foi diagnosticado com a Covid-19 e ficou duas semanas internado para tratar a doença. Na época, ele deu entrada na UTI com “quadro de pneumonia viral Covid-19”.

Outras internações

O sambista, cabe lembrar, tem um histórico de internações e cirurgias por problemas cardíacos. Em 2019, ao jornal O Globo, ele detalhou:

“Sou um cardiopata sério. Tenho 20 stents no coração. Quando Alcione veio me falar que botou um, preocupada, eu falei: ‘Unzinho só, comadre?’. Abri o peito em 2002, pus três safenas e uma mamária. Sempre que viajo pra cantar, procuro saber onde fica a (unidade de) hemodinâmica mais perto”.

O carioca começou sua carreira nos anos 1970, como guitarrista em casas noturnas, mas tornou-se conhecido em 1977 quando Elza Soares gravou a canção Malandro, que ele compôs ao lado de Jotabê.

O que você achou? Siga @rd1oficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

MAIS LIDAS

Luiz Fábio Almeida
Luiz Fábio Almeida é jornalista, produtor multimídia e um apaixonado pelo que acontece na televisão. É redator e colunista do RD1. Está nas redes sociais no @luizfabio_ca e também pode ser encontrado através do email luizfabio@rd1.com.br
Veja mais ›