Após dar fake news, Theo Becker faz enquete polêmica sobre vacinação

Theo Becker
Theo Becker causou polêmica com enquete sobre a vacinação (Imagem: Reprodução / SBT)

Theo Becker não para de causar nas redes sociais. Depois de divulgar fake news sobre as vacinas contra a Covid-19, o ator agora resolveu insinuar que algumas pessoas teriam sido “forçadas” a se imunizar.

No Twitter, ele postou a seguinte enquete: “Você está em qual situação: vacinado arrependido, vacinado com medo, vacinado forçado, todas as alternativas”.

Cabe lembrar que a vacinação contra o coronavírus é a forma mais eficaz de combater a doença e evitar a superlotação dos hospitais. No Brasil, 144,2 milhões de pessoas já foram vacinados completamente contra a doença.

No fim do ano passado, o artista apontou informações sobre os imunizantes contra a Covid-19 que não são baseados em estudos científicos.

Questionado por uma internauta se ele estava vacinado contra a doença, o famoso reagiu: “Ninguém está”. “Cada um de vocês fazem hoje parte de um estudo. Precisam de vocês por perto, não sumam por aí sem tomar as próximas, ou será um negacionista“, escreveu ele.

“E o medo é de acordar e, de repente, se sentir uma cobaia”, disse ainda, em outros post. “Quanto os estudos forem enfim concluídos, você terá feito parte dele”, afirmou.

Theo Becker fala de política

Na mesma época, o ex-A Fazenda declarou: “Votarei ou no Ciro ou no Bolsonaro… o que tiver mais chances de destruir o Lula. Nem que eu mesmo me candidate”. Ele ainda disse que o petista “quer vender o país e ficar com o dinheiro”.

“E só pra avisar: Eu não vou deixar nem permitir que o Lula seja presidente de novo”, garantiu o famoso, revoltado na rede social.

Gostou do conteúdo? Siga @rd1oficial no Instagram e RD1.com.br no Facebook para acompanhar as últimas notícias dos famosos.

MAIS LIDAS

Luiz Fábio Almeida
Luiz Fábio Almeida é jornalista, produtor multimídia e um apaixonado pelo que acontece na televisão. É redator e colunista do RD1. Está nas redes sociais no @luizfabio_ca e também pode ser encontrado através do email [email protected]
Veja mais ›