Após denúncia da Globo, Câmara do Rio votará abertura de impeachment de Crivella

Globo
Marcelo Crivella está passando sufoco após denúncias da Globo (Imagem: Reprodução/ GloboPlay)

A situação do prefeito Marcelo Crivella (Republicanos) está complicada. Após denúncia da Globo, a Câmara dos Vereadores do Rio de Janeiro decidiu que vai votar nesta quinta-feira (3) a abertura de um processo de impeachment contra o político.

A justificativa da Câmara é de que o prefeito teria usado servidores comissionados para impedir o trabalho de jornalistas em unidades de saúde do Rio, segundo o UOL. De acordo com reportagens da emissora carioca, a ação é coordenada através de grupos em aplicativos de mensagens.

O maior dos grupos é batizado de Guardiões do Crivella, que teria entre os seus participantes, inclusive, um número que já foi utilizado pelo prefeito do Rio.

Além disso, nesta segunda-feira (31), a Globo mostrou que Marcos Luciano, um dos mais próximos assessores do prefeito, organizava uma rede de funcionários que batiam ponto na porta de unidades de saúde com o objetivo de hostilizar jornalistas que fazem reportagens sobre problemas na saúde.

O presidente da Câmara dos Vereadores, Jorge Felippe (DEM-RJ), decidiu levar o pedido ao plenário, após pareceres favoráveis da Procuradoria e da Secretaria Geral da Mesa Diretora.

Foram recebidos dois pedidos de cassação de Marcelo Crivella por conta da prática: um assinado pela deputada estadual Renata Souza (PSOL-RJ), pré-candidata à Prefeitura do Rio, e outro de autoria do vereador Átila A. Nunes (DEM-RJ).

CONTINUE LENDO →

A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.