Após o BBB 2021, Israel e Rodolffo triplicam cachê e Karol Conká é rejeitada

Rodolffo
Israel e Rodolffo tiveram um alcance muito diferente de Karol Conká (Imagem: Divulgação – Reprodução – Instagram / Montagem – RD1)

O sucesso que Batom de Cereja fez quando Rodolffo ainda estava no BBB 2021 era apenas o início do que estava esperando pelo cantor e Israel aqui fora. Meses após o fim do reality, a carreira da dupla alavancou.

Segundo o jornal Extra, o valor dos artistas no mercado da música praticamente triplicou. Antes, os dois cobravam R$ 80 mil por apresentação. Agora, cobram cerca de R$ 300 mil por cachê fechado ou R$ 120 mil de garantia mínima.

Ou seja, além de não realizarem show por menos que isso, caso a bilheteria lucre mais que a garantia mínima, eles levam os R$ 120 mil mais a porcentagem de venda, o que pode passar de R$ 300 mil.

Outra prova do sucesso de Israel e Rodolffo é que eles fecharam um show para o Réveillon por R$ 700 mil.

Por outro lado, quem não teve o mesmo sucesso foi Karol Conká. A rapper, que teve uma passagem polêmica e super criticada pelo BBB 2021, anda sendo rejeitada pelos contratantes de shows.

“Os contratantes não querem associar o evento deles à imagem dela, porque têm muito medo da reação do público. Mesmo que a gente ofereça, eles nem querem saber quanto é”, explicou um produtor.

Vale lembrar que, recentemente, durante participação no canal do YouTube da Blogueirinha, Karol falou sobre os prejuízos que o cancelamento causaram em sua carreira: “Eu perdi alguns pequenos contratos. Não era nada muito de… Esse valor todo que as pessoas comentam. Eu recusei fazer algumas coisas por autossabotagem mesmo”.

“Eu não fui cruel só com as outras pessoas. Fui cruel comigo mesma. Falei: ‘Ah, não, você não vai trabalhar, não vai fazer nada, vai definhar’. Aí depois eu me abracei, me perdoei, me conectei com Deus”, explicou.

A artista, que saiu com o maior índice de rejeição do programa, também contou que buscou por ajuda profissional: “Procurei um terapeuta. Isso foi muito bom para entender. Eu cheguei lá já perguntando: ‘Eu sou fragmentada, bipolar, psicopata, sociopata?’. Tudo o que estava falando nas redes. Aí uma profissional fez exame e tudo, porque eu pedi, mesmo ela falando que não precisava. Fiz os exames para saber se tenho algum problema. Não tenho. Foram só crise de abstinência das coisas de que gosto aqui fora, TPM e falta de tratar feridas passadas”.

MAIS LIDAS

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›