Após “racismo reverso”, autora define o rumo de personagem em Nos Tempos do Imperador

Nos Tempos do Imperador
Casal foi alvo de polêmica em Nos Tempos do Imperador (Imagem: João Miguel Júnior / Globo)

A novela Nos Tempos do Imperador causou polêmica recentemente por conta de uma cena que insinuava um “racismo reverso”, porém, o personagem que disparou a fala, Samuel (Michel Gomes), terá um novo rumo na história.

Ele forma par romântico com Pilar (Gabriela Medvedovski), mas a sua vida mudará após o fim do relacionamento com ela, de acordo com informações da colunista Patrícia Kogut.

Na história, o jovem abrirá mão do amor e pedirá a ajuda de Dom Pedro (Selton Mello) para estudar engenharia e se tornar uma pessoa respeitada na sociedade, voltando totalmente diferente após uma passagem de tempo.

Oito anos depois, ele surgirá apresentando seu trabalho final na faculdade e voltará para a casa de Dom Olu (Rogério Brito), onde será recebido por Zayla (Heslaine Vieira), sua nova mulher.

“Meu amor! Como foi? Estava louca de aflição”, dirá ela, enquanto o rapaz, feliz, dirá que foi aprovado. “Já podemos chamar você de doutor Samuel?”, questionará Dom Olu. E o jovem dirá:

“Melhor esperar até que eu consiga um emprego”.

“Tenho certeza de que você vai conseguir”, comentará a esposa. “Bom, com essa etapa concluída, podemos marcar a data do nosso casamento”, dirá ele, após tentar esquecer seu antigo amor.

Na primeira fase da história, a autora insinuou que sua então namorada estava sofrendo “racismo reverso” por parte do rapaz, que é negro, numa situação fora do contexto histórico, já que a trama se passa no século XIX.

Nas redes sociais, o assunto gerou revolta. O apresentador AD Junior, por exemplo, se revoltou com a situação e dedicou um post em seu perfil no Instagram para questionar a autora Thereza Falcão.

Os atores Ícaro Silva, Fabiula Nascimento e Shirley Cruz o apoiaram na crítica. Diante da polêmica, a dramaturga decidiu se pronunciar e escreveu um pedido de desculpas nas redes sociais, dizendo:

“Foi péssimo. Pedimos muitas desculpas. Eu mesma quando vi a cena aqui em casa, falei: o que foi isso? Todos os capítulos que vão ao ar até o 24 foram escritos em 2018, gravados na ampla maioria em 2019. Na época não contávamos com uma assessoria especializada, o que só aconteceu no ano passado, com a entrada do [pesquisador de cultura afro-brasileira] Nei Lopes. Hoje assisto a muitas cenas com uma sensação muito longínqua. Mais uma vez pedimos desculpas por cometer um erro grosseiro como esse”.

Confira:

MAIS LIDAS

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›