Armando Babaioff diz que foi drogado e que ganhou pote de fezes em balada

Armando Babaioff
Armando Babaioff revela detalhes de noite inusitada em Berlim (Imagem: Reprodução / GNT)

Armando Babaioff chamou a atenção com uma história impressionante durante a sua participação no Que História É Essa, Porchat?, no GNT. O galã da Globo deu detalhes da noite em que recebeu um drink batizado com drogas e um pote com fezes dentro de uma balada em Berlim.

“Entrei no metrô quando sentei, bicho, a minha calça rasgou em L, mas assim, na bunda. Estava com a cueca mais ridícula que você possa imaginar, aquela de algodãozinho bem safada. Essa cueca à mostra, bem escrota… Cara, fui eu com a bunda toda de fora para a festa”, recordou.

Quando o famoso chegou à festa, ele e a amiga encontrou uma travesti na porta. “Ela virou pra mim e falou: ‘Sir, tem euros, please [Senhor, dez euros, por favor]. Botei três moedinhas [por orientação da amiga], ia entrando, aí a travesti deu um tapa na minha bunda e falou: ‘Ok, mas na saída eu vou te chupar'”, disparou.

Dentro da festa, Babaioff tomou cervejas, mas os amigos questionaram a bebida e sugeriram que ele fosse até os fundos e pegasse uma dose de ponche. “Cheguei lá no bar, tô tomando o negócio do ponche. Tomei o segundo copo e falei que vou voltar para a cerveja. De repente, me deu um troço”, contou.

O brasileiro em terras alemãs começou a gritar e curtir a festa enlouquecido. A amiga percebeu que o drink estava batizado. “Bicho, o ponche estava batizado com MD. Eu não sabia, nunca tinha experimentado. Aquilo me deixou tão louco”, desabafou.

As situações desagradáveis não pararam por aí. Após horas na fila no lado de fora, ele recebeu um pote com fezes: “De repente, eu sinto uma mão no meu ombro. Olhei para trás no susto e era um cara, não sei o que era, todo [vestido] de látex, só via os olhos e a boca de fora e com uma caixinha que me entregou. Quando eu abri, ele falou: ‘Cara, é cocô’. O cara me entregou um pote com cocô, o que eu faço com isso?”.

“Eu tava de cueca, segurando um pote de cocô na minha primeira noite em Berlim. Eu falei que não queria isso [o pote], aí o cara virou no meu ouvido e disse: ‘Quero usar com você’. Mas eu não quero! Eu não sabia o que fazer, eu fiquei segurando aquele pote estático, congelado”, confessou Armando Babaioff.

Paulo CarvalhoPaulo Carvalho
Paulo Carvalho acompanha o mundo da TV desde 2009. Radialista formado e jornalista por profissão, há cinco anos escreve para sites. Está no RD1 como repórter. Pode ser encontrado nas redes sociais no @pcsilvaTV ou pelo email paullocarvalho19@gmail.com.
Veja mais ›