Artur Xexéo morre aos 69 anos e notícia choca famosos

Artur Xexéo
Artur Xexéo morre aos 69 anos e notícia choca famosos (Imagem: Divulgação / GloboNews)

Consagrado como jornalista, escritor, tradutor e dramaturgo, Artur Xexéo perdeu a luta contra um linfoma, morrendo neste domingo (27), aos 69 anos de idade. Justamente por causa do seu prestígio, a notícia caiu como uma bomba nas redes sociais e deixou famosos de luto por essa perda inestimável.

O veterano estreou no jornalismo em 1978, no Jornal do Brasil, como repórter. Em 1982 partiu para a revista IstoÉ, quando virou subeditor depois de 3 anos. Ele exerceu a mesma função no Caderno B e do Caderno de Cidade, onde estreou a função de colunista.

Em 2000, Xexéo se transferiu para o jornal O Globo, fez aparições constantes no júri da Dança dos Famosos, comentários na cobertura do Óscar na Globo e nesses últimos anos estava no time de comentaristas da GloboNews, que confirmou esse falecimento com pesar.

Mariana Xavier elogiou o lado generoso de Xexéo: “Que triste… Foi a primeira pessoa a me elogiar publicamente sobre Minha Mãe É Uma Peça… Tão carinhoso com o meu trabalho! Descanse em paz”. Marcelo Adnet expôs a sua tristeza: “Ah não! Que tristeza! Xexéo, sentiremos saudades”. Roberta Miranda prestou condolências: “Sempre gostei e admirei muito você, como pessoa, como profissional! Força para sua família, amigos e fãs”.

Luciano Huck ressaltou a importância do jornalista em vida: “A imprensa brasileira está de luto. Partiu Artur Xexéo. O colunista era um ícone do jornalismo cultural. Carioca da gema, Xexéo foi amante do teatro, da literatura, do cinema, da música e da televisão. Aos inúmeros amigos e à família, meus sentimentos”.

Chico Pinheiro, seu colega de profissão, deixou sua mensagem póstuma: “Tristeza: o jornalismo brasileiro perde mais um de seus bons profissionais: descanse em paz”. Astrid Fontenelle lembrou do que viveu com ele: “Obrigada pelas críticas sempre certeiras com relação ai meu trabalho; pela parceria no Liberdade de Expressão na CBN e pela tarde deliciosa falando sobre a Hebe pra biografia que você escreveu”.

Com emojis de choro, Miriam Leitão prestou seu depoimento: “Meu Deus! Que tristeza imensa. Estou em choque. Trabalhei com Artur Xexéo desde meados dos anos 80. No JB, no Globo, na Globonews. Elegante, inteligente, culto, divertido, amigo. Que perda”. A jornalista Natuza Nery também de pronunciou: “Vamos ter que ficar sem você, querido Xexéo. E você era tão necessário aqui. Não consigo acreditar nisso”.

Confira:

Matheus Henrique Menezes
Oficialmente redator desde 2017. Experiências como editor e social media. Já escrevi sobre famosos, TV, novelas, música, reality show, política e pauta LGBTI+. Vídeos complementares no YouTube, no canal Benzatheus.
Veja mais ›