Ator Alec Baldwin mata diretora com tiro de arma cenográfica

Alec Baldwin
Alec Baldwin deu tiro de arma cenográfica e atingiu duas pessoas (Imagem: Reprodução / Instagram)

Uma triste situação ocorreu durante as gravações do filme Rust. Uma diretora do fotografia da produção, de 42 anos, morreu nesta quinta-feira (21) por causa de um acidente envolvendo tiros na filmagem nos Estados Unidos. Ela teria sido alvo de um tiro disparado por Alec Baldwin.

A polícia confirmou à Fox News que o protagonista foi o responsável pelo disparo de uma arma cenográfica, durante as gravações no estado do Novo México. Outro membro da equipe, o diretor Joel Souza, 48 anos, chegou a ficar internado, mas já recebeu alta.

De acordo com o site especializado Deadline, a mulher foi levada de helicóptero a um hospital, mas não resistiu aos ferimentos.

“Segundo investigadores, parece que a cena que estava sendo gravada envolvia o uso de uma arma de adereço quando foi disparada. Detetives estão investigando como e que tipo de munição foi disparado“, declarou a polícia em comunicado.

A nota ainda completou: “O incidente permanece como uma investigação em andamento. Quando mais informações forem conseguidas, atualizações serão fornecidas”.

Fontes do Deadline afirmaram que o protagonista engatilhou a arma durante um ensaio sem saber se ela tinha munição de verdade, atingindo duas pessoas. O homem foi atingido no ombro, mas a mulher foi levada ao hospital para passar por uma cirurgia no estômago.

“Houve um acidente hoje no local de gravação de ‘Rust’ envolvendo um tiro que deu errado com uma arma de adereço e balas de festim. Dois membros da produção foram levados ao hospital e estão recebendo cuidados”, afirmou um porta-voz da produtora do filme.

“A produção foi paralisada por enquanto. A segurança de nosso elenco e equipe continua sendo nossa maior prioridade”, acrescentou. O filme de velho oeste estrelado e produzido por Alec Baldwin tem no elenco ainda Jensen Ackles e Travis Fimmel.

A arma cenográfica é semelhante a uma arma de fogo normal, mas não tem a nocividade intencional da arma real correspondente. No teatro, por exemplo, as armas de “adereço”, como podem ser chamadas, são quase sempre réplicas não operáveis.

A atriz Frances Fisher afirmou duas vezes no seu perfil oficial no Twitter que Joel já havia deixado a unidade hospitalar. Em uma delas, Fisher respondeu à atriz Patricia Arquette.

“O nosso diretor Joel Souza saiu do hospital. Eu não sou inscrita ao ‘Daily Beast’, então se é isso que eles estão dizendo, eles estão errados. Você poderia, por favor, corrigi-los?”, afirmou ela.

MAIS LIDAS

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›