Ator cuiabano, Romeu Benedicto é destaque na estreia de Pantanal

Pantanal
Romeu Benedicto (Anacleto) e Irandhir Santos (Joventino) em Pantanal; conflito entre peões marca estreia da novela (Imagem: Reprodução / Instagram)

O primeiro capítulo de Pantanal, previsto para 28 de março, vai trazer as investidas de Joventino (Irandhir Santos) para se firmar na região. Evidente que a decisão traz conflitos, especialmente com a peonada. O turrão Anacleto, defendido pelo ator cuiabano Romeu Benedicto, tira o sono do patrão. Sem gado para tocar, Anacleto assume trabalhos “menores”, como ajeitar a cerca, o que o incomoda profundamente.

O clima de animosidade piora quando o chefe dos peões desdenha da intenção de Joventino acerca dos bois marruás. Os animais, selvagens, resistem à doma de qualquer um. Menos a do fazendeiro, o que comprova o encantamento entre ele e a natureza do Pantanal. Ainda na primeira fase, porém, Joventino desaparece enquanto está no encalço de bois marruá, deixando a fazenda nas mãos do filho José Leôncio (Renato Góes / Marcos Palmeira).

Figura recorrente em produções locais, como filmes e séries – e festejado por shows de humor com seu personagem, Totó Bodega –, Romeu Benedicto marcou presença em sucessos da Globo como a segunda versão da série Carga Pesada (2003) e as novelas Da Cor do Pecado (2004), Belíssima (2005), Cordel Encantado (2011), Fina Estampa (2011) e Deus Salve o Rei (2018). Ele também esteve em Bicho do Mato (2006), da Record.

Veja Também

Enredo de Benedito Ruy Barbosa, produzido pela Manchete em 1990, Pantanal conta com atualização de Bruno Luperi e direção artística de Rogério Gomes. No elenco, Dira Paes, Jesuíta Barbosa, José Loreto, Alanis Guillen, Murilo Benício, Isabel Teixeira, Juliano Cazarré, Julia Dalavia, Camila Morgado, Karine Teles, Selma Egrei e Silvero Pereira. Na primeira fase, participam Paulo Gorgulho, Juliana Paes, Enrique Diaz e Bruna Linzmeyer.

Vem aí I

Minissérie de Alcides Nogueira e Maria Adelaide Amaral, produzida em homenagem aos 450 anos de São Paulo – que completa 468 nesta terça-feira (25) – Um Só Coração (2004) está no radar do Canal VIVA. A obra é cotada para substituir A Casa das Sete Mulheres (2003), de segunda a sexta, 20h30. Presença de Anita (2001) também é candidata à faixa.

Vem aí II

O VIVA, cabe lembrar, também exibe minisséries aos sábados, 20h30. No caso, títulos de “tiro curto”. Após Dercy de Verdade (2012), de apenas quatro capítulos, o canal resgata O Canto da Sereia (2013). A produção veio no rastro do sucesso de Avenida Brasil (2012), mobilizando o diretor-geral José Luiz Villamarim e o elenco – Isis Valverde, Marcos Caruso, Camila Morgado, Fabíula Nascimento…

Todo mundo de olho

O BBB 2022 chegou aos TrendingTopics do Twitter em Portugal. De acordo com informações do portal A Televisão, o feito se deu na noite de sábado (22), com a primeira festa da edição. O reality apresentado por Tadeu Schmidt é oferecido ao público de lá apenas pela versão internacional do Globoplay. Os assinantes do streaming dispõem de 11 câmeras, 24 horas.

O que você achou? Siga @rd1oficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

MAIS LIDAS

Duh Secco
Duh Secco é  "telemaníaco" desde criancinha. Em 2014, criou o blog Vivo no Viva, repercutindo novelas e demais atrações do Canal Viva. Foi contratado pela Globosat no ano seguinte. Integra o time do RD1 desde 2016, nas funções de repórter e colunista. Também está nas redes sociais e no YouTube (@DuhSecco), sempre reverenciando a história da TV e comentando as produções atuais.
Veja mais ›