Atores de Pantanal ganham “mimos” da Globo e causam ciúmes em outras produções

Pantanal
Alanis Guillen será Juma Marruá em remake de Pantanal; novela tem sido tratada de forma diferenciada nos bastidores (Imagem: Divulgação / Globo)

A equipe de Pantanal tem recebido privilégios que outras produções da Globo não estão recebendo e isso tem gerado um certo desconforto nos bastidores. Segundo informações da colunista Fábia Oliveira, os últimos dias, os atores do remake ganharam um kit de “boas-vindas”.

Os “mimos” foram entregues como forma de receber bem os atores. A publicação ainda destacou que o folhetim de Benedito Ruy Barbosa, que está sendo adaptado por Bruno Luperi, tem ganhado mais prestígio e já é a produção mais esperada da teledramaturgia da Globo.

No kit que o elenco recebeu estavam repelente, filtro solar, copo ecológico e caneca inox, tudo para ajudar o tempo das gravações no Pantanal.

A colunista também ressaltou que a ideia foi do chefão Ricardo Waddington, o maior entusiasta da adaptação do antigo clássico que vai estrear só em 2022. A novela, porém, já está sendo gravada antes mesmo das últimas cenas de Um Lugar ao Sol, de Lícia Manzo.

A Globo pretende estrear o remake de Pantanal em 14 de março. A novela de Benedito Ruy Barbosa, atualizada por Bruno Luperi, é a grande aposta da emissora para 2022.

A trama reconstitui a saga de José Leôncio (Renato Góes / Marcos Palmeira). Quando jovem, Zé desbrava a região ao lado do pai Joventino (Osmar Prado). Durante uma viagem de negócios ao Rio de Janeiro, Leôncio apaixona-se por Madeleine (Bruna Linzmeyer). Os dois se casam, para tristeza das eternas apaixonadas Irma (Malu Rodrigues), irmã dela, e Filó (Letícia Salles), empregada da fazenda.

Anos depois, Zé Leôncio recebe a visita do filho que Madeleine (ainda sem intérprete escalada para a segunda fase) levou embora do Pantanal quando os dois se divorciaram. Jove (Jesuíta Barbosa) causa estranhamento entre os peões, por conta de seus “modos”, e ciumeira no irmão Tadeu (José Loreto), herdeiro de Filó (então Dira Paes) que o pai não reconheceu como legítimo.

A situação ganha novos contornos quando Jove, apaixonado pela selvagem Juma Marruá (Alanis Guillen), decide fincar os pés na fazenda. José Leôncio e os dois filhos, mais José Lucas de Nada (Irandhir Santos) – fruto da relação do protagonista com uma prostituta –, lutam contra a tirania de Tenório (Murilo Benício), vizinho que fez fortuna com grilagem de terras.

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›