Atração de Ivete Sangalo, The Masked Singer Brasil promete dominar grade da Globo

Ivete Sangalo
Ivete Sangalo, apresentadora do The Masked Singer Brasil; reality deve dominar grade da Globo entre agosto e outubro (Imagem: Rafael Mattei)

A Globo promete espalhar pela grade a nova atração de Ivete Sangalo, The Masked Singer Brasil, tal como fez com o BBB 2021. Em plano de patrocínio entregue ao mercado publicitário nesta sexta-feira (2), a emissora garante que a repercussão do reality musical se dará em “outros programas da grade”, com a participação do eliminado e a expectativa para a edição seguinte.

No ar de 10 de agosto a 19 de outubro, sempre às terças-feiras, Masked Singer reunirá 12 celebridades “em um desafio musical, disfarçados dos pés à cabeça”. A dinâmica consiste tanto em apreciar o espetáculo, quanto nas tentativas de descobrir as identidades dos famosos. Contudo, apenas quem deixar a competição vai abrir mão da fantasia.

The Masked Singer Brasil terá quatro jurados fixos em todos os episódios, além de convidados especiais. Toda edição contará com o grande show de abertura – Ivete Sangalo, jurados e convidados –, apresentações dos fantasiados e o duelo daqueles que tomarem as piores notas da noite.

No plano comercial, a Globo, parceira da Endemol Shine Brasil na empreitada, promete “fantasias grandiosas com mistura de elementos da cultura brasileira e referências pop”. O repertório deve contar com “hits do momento e clássicos que nunca saem de moda”.

Ficou de fora

A Globo voltou a diminuir a presença de personagens gays na edição especial de Império (2014). Em cenas exibidas nesta semana, o público acompanhou o perrengue de Leonardo (Klebber Toledo), que deixou de ter vida boa após se separar do amante Cláudio (José Mayer), mas várias sequências envolvendo os dois foram barradas na reexibição.

Passou batido

Sem muito alarde, a Globo exibiu na madrugada de ontem (1°) o filme que marcou o breve retorno de Ana Paula Arósio às artes, A Floresta Que Se Move (2015). A produção é inspirada na obra Macbeth, de William Shakespeare, com roteiro de Manuela Dias e direção de Vinícius Coimbra. Não merecia mais que um Corujão ll?

Vem de longe…

A fama de mau de José Bonifácio Brasil de Oliveira, o Boninho, já era uma marca da personalidade do diretor global desde a primeira temporada do Big Brother Brasil, no ar pelo Canal Viva. Não raramente, os participantes e até o apresentador Pedro Bial ironizam a falta de paciência do Big Boss com eles.

Fazendo falta

Falando no BBB1, bem que o Viva (ou o Globoplay) poderia resgatar, como material extra, as participações famosas que marcaram a primeira temporada do reality, como as de Fausto Silva e de Xuxa Meneghel. Embora muito lembradas pelo público, elas foram exibidas “na íntegra” apenas no Domingão do Faustão daquele ano.

Duh Secco e Luiz Fábio Almeida
A coluna Curto-Circuito é assinada por Duh Secco e Luiz Fábio Almeida, editores-assistentes do RD1 e reúne, de terça a sábado, logo cedinho, o que é e vai virar notícia nas próximas horas envolvendo os movimentados bastidores da TV.
Veja mais ›