Audiência da TV: Saco de pancada da Record, SBT Brasil agora corre da Band

SBT Brasil
Carolina Aguaidas no SBT Brasil de sexta-feira (3); telejornal apanha da Record e é ameaçado pela Band (Imagem: Reprodução / SBT)

Vai mal a audiência do SBT Brasil. O telejornal criado por Ana Paula Padrão, que Rachel Sheherazade assumiu por conta das opiniões que encantavam Silvio Santos – depois responsável pela censura imposta à jornalista – padece com a programação desgastada do SBT e o êxito do Jornal da Record. E agora sofre para abrir vantagem na audiência sobre o Jornal da Band…

Na última sexta-feira (3), conforme dados anotados na Grande São Paulo, o SBT Brasil acumulou 4,4 pontos. Quase na mesma faixa, das 19h45 às 20h45, alcançou 7,5 de média. No ar entre 19h20 e 20h30, o Jornal da Band atingiu 4,3 pontos.

A edição de sexta do SBT Brasil ficou sob responsabilidade de Marcelo Torres e Carolina Aguaidas. Marcelo substitui Carlos Nascimento, afastado por pertencer ao grupo de risco da covid-19; Carolina cobre Rachel às sextas, por determinação de Silvio – numa resposta à postura incisiva, que incomoda políticos, adotada por ela nas redes sociais.

O telejornal, lamentavelmente, é alvo do processo de “deterioração” da grade do SBT. Na mesma sexta, 3,4 do Primeiro Impacto, 5 para Bom Dia & Cia, 3,3 com Triturando e 3,6 do Casos de Família. A faixa Novelas da Tarde rendeu 5,2 durante O Que a Vida me Roubou e 5 na exibição de Betty, A Feia em NY.

Depois do SBT Brasil, 7,3 para Roda a Roda Jequiti, 7,7 com Cupom Premiado do Baú, 6,5 de Chiquititas (2013), 7,1 para As Aventuras de Poliana, 6 com Cúmplices de um Resgate (2015), 5,1 do Programa do Ratinho, 4,7 para A Filha do Chefe (2003) em Tela de Sucessos e 3,5 com The Noite.

CONTINUE LENDO →

Duh Secco é “telemaníaco” desde criancinha. Em 2014, criou o blog “Vivo no Viva”, repercutindo novelas e demais atrações do Canal Viva. Foi contratado pela Globosat no ano seguinte. Integra o time do RD1 desde 2016, nas funções de repórter e colunista. Também está nas redes sociais e no YouTube (@DuhSecco), sempre reverenciando a história da TV e comentando as produções atuais.