Autor de remake de Pantanal comemora sucesso: “Ainda bem que não estraguei a novela”

Pantanal
Pantanal está dando boa audiência e tem repercutido bem nas redes sociais (Imagem: Divulgação / Globo)

Pantanal já é considerado um dos grandes sucessos da Globo dos últimos anos. O remake tem dado uma boa audiência e, principalmente, tem repercutido muito nas redes sociais. Autor da trama, Bruno Luperi comemorou os recentes resultados da trama.

“A gente está vendo anunciante que tinha parado de anunciar em novela voltar”, declarou o publicitário, que foi escolhido pelo próprio avô, Benedito Ruy Barbosa, em 2020, para dar uma roupagem contemporânea ao clássico.

A sugestão foi aceita pela direção da emissora, que na época já trabalhava com ele na pré-produção de uma novela chamada Arroz de Palma – possível trama das 18h que entrará em 2023.

Veja Também

Ao jornal O Globo, Bruno Luperi comentou sobre os dilemas em sua vida: “Fui publicitário por muito tempo. Era um cantinho seguro, um refúgio onde me escondi do peso, da importância do meu avô. Aos 25 anos, comecei a ver que não tinha jeito, meu sangue falava mais alto”.

“É uma transição difícil, com alguns medos. Para quem tem alguém com a relevância dele, é muito difícil sentar nessa cadeira. Quando ‘Pantanal’ estreou e foi bem, falei: ‘Ainda bem que não estraguei a novela.’ Foi um alívio”, garantiu.

O autor ainda ressaltou: “É muito bom poder fazer ‘Pantanal’ com meu avô vivo e lúcido (Benedito tem 91 anos). Ele fala que é a primeira novela a que ele assiste, de fato, como público, e está gostando. Mas essa falta de controle é uma sensação nova para ele. Pelas nossas conversas, acho que ele viveu muitas angústias”.

Autor de Pantanal fala sobre “benção” do avô

Na entrevista, ele contou que chegou a rebater uma decisão do autor do clássico, que desejava uma atriz conhecida para o papel de Juma.

“Não tem como ficar pedindo benção para cada palavra. Ele confiou em mim, mas sempre foi um cara que escreveu sozinho. Isso foi muito delicado. Ele falava ‘a novela é tua’, e eu dizia ‘é sua’, numa discussão sobre trazer tal ator”, lembrou.

Luperi seguiu: “Sobre (a escolha da atriz para interpretar) Juma, falei: ‘A Juma que você está querendo é mais velha, muito conhecida. A personagem é uma onça, vive no meio do Pantanal, duas esquinas depois do fim do mundo. Não pode ser um rosto muito grande. Ela é uma menina na flor da idade.’ Eram convicções que ele tinha com algumas pessoas, eu com outras”.

O novelista ainda desabafou sobre como alguns personagens ganharam destaques diferentes na atual versão da novela.

“Alguns personagens eram menores há 30 anos. Hoje ganham outro peso. Estamos sentindo isso em relação a Maria Bruaca. Há um olhar mais sensível para o papel da mulher, sobre o que é o machismo, uma relação tóxica. A sociedade está muito mais atenta para as nuances. A novela não tem um caráter moralizador, mas tem que apresentar a realidade”, comentou.

O que você achou? Siga @rd1oficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›