Balanço Geral
Reinaldo Gottino à frente do “Balanço Geral SP”; jornalístico registra boa audiência (Imagem: Reprodução / Record)

A cobertura da morte de Rafael Miguel e de seus pais, assassinados pelo sogro do ator, elevou a audiência do “Balanço Geral SP”, da Record. Nesta segunda-feira (10), o jornalístico apresentado por Reinaldo Gottino chegou à liderança em seu horário completo; a maior vantagem sobre a rival Globo se deu durante o quadro “A Hora da Venenosa”. O “Cidade Alerta” também emplacou bons índices. Os dados, cabe lembrar, são referentes a Grande São Paulo.

No ar da 12h às 15h, o “Balanço Geral” registrou 10,6 pontos, 14 de pico e 24% de participação no número de televisores ligados (share). Já “A Hora da Venenosa”, com Gottino, Keila Jimenez e Renato Lombardi, obteve 13 pontos, 14 de pico e 28% de share, entre 14h05 e 15h; na mesma faixa, a Globo amargou 9 de média com “Meu Passado me Condena” (2013), de Fábio Porchat e Miá Mello, na “Sessão da Tarde”.

Antes, o “Hoje em Dia” alcançou 5,8 pontos, 7 de pico e 17% de share, das 10h às 11h58, ocupando a vice com ligeira vantagem sobre o SBT (5); o matutino contou com a participação de André Azeredo, âncora do “São Paulo no Ar”. Depois, a reprise de “Bela, a Feia” (2009) atingiu 7,6 pontos, 13 de pico e 17% de share; entre 15h e 15h54, 6 para o terceiro colocado. “Caminhos do Coração” (2007), por sua vez, bateu 5,8 pontos, 8 de pico e 12% de share; das 15h54 às 16h43, 5,7 para o SBT.

Na sequência das reapresentações, o “Cidade Alerta” cravou, entre 16h43 e 19h50, 11,7 pontos, 16 de pico e 19% de share. Bem acima dos 6 pontos anotados pelo principal concorrente. Por fim, o “Power Couple Brasil”, com recorde de audiência às segundas-feiras: 7,2 pontos, 9 de pico e 13% de share, das 22h44 à 0h16; o reality de Gugu Liberato, porém, fechou em terceiro lugar.

 

Recomendados para Você:

COMENTÁRIOS - Interaja Você Também! ⬇

Os comentários aqui não refletem a opinião do site e seus autores. Esta opção de comentário NÃO publica automaticamente nada em seu Facebook, fique tranquilo!