BBB 2019
Diego desabafou com Gustavo sobre atitude de Vanderson, no “BBB 2019” (Imagem: Reprodução / GShow)

Alvo de investigações fora da casa do “BBB 2019”, por denúncias de agressão e estupro, Vanderson também está na mira dos colegas de confinamento. Um comentário dele indispôs Diego e Paula; os dois, contudo, se entenderam na manhã deste sábado (19), após a festa Arte. Durante bate-papo com Gustavo, mais tarde, Diego criticou o brother pela “fofoca”.

Segundo Vanderson, Diego teria chamado Paula de “fraca”, antes da prova de resistência que rendeu a imunidade e um carro para a sister. “Eu falei pra ele que ‘a Paulinha parece frágil, mas tranquila’”, defendeu-se o brother. Nesta mesma conversa, o criador de cavalos revelou acreditar que chegará à final, por não ser “traíra com ninguém”.

Acompanhe tudo que acontece no BBB 2019 clicando aqui

Depois, em contato com Gustavo, enquanto tomava banho, Diego admitiu estar chateado com Vanderson: “A maneira que ele falou foi completamente errada. Ninguém acreditava que ela iria ganhar, essa é a verdade. Eu contei isso pra ela. Mas ele passou um negócio nada a ver que poderia se transformar numa parada maior. Não foi nesse tom que eu falei, eu só comentei que ela parecia ser mais frágil”.

Diego se queixou, inclusive, de ter emprestado cigarros a Vanderson: “Tinha 15 cigarros ali. O dele acabou ontem. Eu emprestei numa boa, eu não me importo com esse tipo de coisa. Eu fiz isso pelo cara, fui ajudar e me ferrei em troca”. Gustavo então afirmou que o ideal, para os dois, é “dar a vida nas provas”.

BBB 2019: Hana relata abuso sexual sofrido na adolescência

O clima pesou na casa do “BBB 2019”. As sisters se reuniram e falaram sobre algumas violências que sofreram na infância. Isabella foi uma delas, relatando, inclusive, que o agressor está preso. A youtuber Hana também lembrou do abuso que sofreu aos 15 anos de idade.

Eu tava numa festa, peguei um menino em uma festa, fui no quarto com ele e rolou. Ele foi tomar banho, entrou um outro amigo dele no quarto e eu fiquei assustada. Ele começou que só queria fazer umas coisas, eu falando que não. Aí ele tirou para fora e eu tive que fazer umas coisas com ele. Ele me segurando, eu não queria, mas tava morrendo de medo”, contou a confinada.

Eu tinha 15 anos, o outro amigo dele tava rindo lá. Eu não conseguia fazer nada, ele era muito mais forte que eu. Dois babacas, espero nunca mais ver na vida”, desabafou. Gabriela, presente na conversa, demonstrou solidariedade pela sister e Hana continuou contando. Dessa vez, relatou um caso de estupro envolvendo uma amiga.

 

Recomendados para Você:

COMENTÁRIOS - Interaja Você Também! ⬇

Os comentários aqui não refletem a opinião do site e seus autores. Está opção de comentário NÃO publica automaticamente nada em seu Facebook, fique tranquilo!