Belo desabafa sobre prisão e revela problemas financeiros

Belo
Belo revelou que Gracyanne Barbosa tem auxiliado muito na questão financeira da família (Imagem: Reprodução / Instagram)

Preso na quarta-feira (17) passada por realizar um show ilegal em uma escola na Maré, no Rio de Janeiro, Belo abriu o coração em entrevista à coluna de Leo Dias, do Metrópoles. Na ocasião, o cantor revelou como se sentiu ao receber voz de prisão em plena gravação de uma entrevista para Rodrigo Faro, em Angra dos Reis, no Rio de Janeiro.

Me senti muito envergonhado, com a família dele, as filhas, minha esposa. Constrangido. Eu não sabia o que eu tinha feito! Por que fui cantar em um lugar? Foi horrível. Passou um filme na minha cabeça, de outros tempos e histórias”, pontuou.

Na sequência, o pagodeiro, que afirma que o evento ocorreu de forma legal, disse: “Esse show não foi diferente de nenhum outro (…). Entro na van, chego no show, desço, pego o microfone e saio cantando. [Meu trabalho] é só cantar”.

Não sei porque isso aconteceu comigo, em um momento igual isso. Eu já pedi desculpas antes, pela aglomeração. Minha mensagem é cantar, eu vivo alegria e amor”, completou.

Com o baque na agenda de shows por causa da pandemia do coronavírus, Belo ainda disse que Gracyanne Barbosa, sua esposa, tem auxiliado muito na renda familiar. No entanto, a falta de apresentações afetaram no orçamento da casa.

Estamos no limite. Estou com vários problemas financeiros. Quando fazemos shows é porque precisamos muito. Eu só sei cantar!”, frisou o famoso, que não economizou nos elogios para a influencer.

“Ela sempre foi meu alicerce. Ela me ensina como ser uma boa pessoa todos os dias. Moro com meus filhos, minha mãe e minha sogra… Eu não tem como agradecer a Gracyanne. Sem ela, meus fãs, sem as pessoas que me abraçaram [seria muito difícil]. Ela fala: ‘Levanta, cara, você precisa'”, revelou.

Apesar de ter passado pela situação, o músico afirmou que vai continuar fazendo suas apresentações: “Quero fazer show em todas as comunidades. É o público que sempre me abraçou. Eu saí da periferia de São Paulo, eu sei o que é ser discriminado. A única coisa que faço na minha vida é cantar, eu preciso disso, eu vivo disso”.

No entanto, o cantor ainda não sabe se irá gravar o DVD que tinha agendado para março. “Tenho certeza que vou dar a volta por cima, mas tomei um baque muito grande. De repente, agora, não estou preparado para isso (…). Só não quero ficar sofrendo injustiça. Não cometi crime nenhum, só fui lá cantar”, ressaltou.

AvatarDa Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›