Bolsonaro ataca e diz que descobriu segredo da Globo

Bolsonaro
Jair Bolsonaro descobriu antes sobre reportagem da Globo (Imagem: Reprodução / G1)

O presidente Jair Bolsonaro escreveu um novo capítulo na guerra com a Globo e revelou que descobriu um segredo envolvendo a reportagem que o Jorna Nacional colocou no ar em 29 de outubro, quando um porteiro citou o nome do político no assassinato da vereadora Marielle Franco.

Ao site O Antagonista, o chefe do executivo afirmou que já sabia que o canal da família Marinho exibiria a matéria sobre a fala do porteiro do condomínio onde morava. Para a polícia, o profissional disse que um dos suspeitos do assassinato da vereadora recebeu a autorização para entrar no condomínio do “Seu Jair”.

A notícia chegou aos ouvidos de Bolsonaro antes de sua viagem ao Japão. “Agora por que a Globo divulgou? Eu vou deixar claro para você. Quando meu avião decolou para o Japão, passadas algumas horas, eu juntei lá tinham cinco parlamentares, mais ministros, juntei o pessoal e falei ó: ‘Durante a minha viagem, vai acontecer isso. A TV Globo vai falar em primeira mão esse caso da Marielle'”, contou.

“Expliquei tudo para não se apavorarem que estava tudo resolvido da minha parte, mas a Globo ia botar no ar e a Globo botou”, continuou Bolsonaro.

Questionado porque não saiu na frente e divulgou a matéria, o presidente se explicou: “Não posso fazer isso, negativo. Até porque eu seria acusado de quê? De ter tido acesso ao processo, de antecipadamente falar que foi algo combinado para chegar na TV Globo. Não podia fazer isso”.

Bolsonaro detona atitude de funcionário da Globo

O governo do presidente Jair Bolsonaro surpreendeu com um comunicado lamentando a suposta comemoração do diretor-geral de jornalismo da Globo, Ali Kamel, após a reportagem sobre o porteiro que citou o político, em depoimento na Polícia, na investigação do assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL).

De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, o diretor parabenizou os jornalistas da Globo Rio pela reportagem feita e deu detalhes de cada passo da investigação jornalística.

Revelou ainda que “uma fonte absolutamente próxima da família do presidente Jair Bolsonaro” e mais, que “ia estourar uma grande bomba, pois a investigação do caso Marielle esbarrara num personagem com foro privilegiado”, sem a citação direta ao nome de Bolsonaro.

No comunicado enviado pela Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência da República, a Secom, o governo repudiou a “perseguição da TV Globo ao presidente Jair Bolsonaro”.

Na nota, o Palácio do Planalto declarou que a emissora carioca tem como foco “promover discórdias e enfraquecer o governo” e que se fizesse o jornalismo imparcial que propaga, “investigaria e publicaria, por exemplo, sua própria participação em supostos pagamentos de propina a dirigentes da Fifa para compra de direitos de transmissão da Copa do Mundo”.

CONTINUE LENDO →

A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.