Bolsonaro se envolve em confusão da Igreja Universal em Angola e toma atitude

Bolsonaro
Bolsonaro envia carta para presidente de Angola para falar sobre situação da Igreja Universal no país (Imagem: Reprodução/ Record)

Jair Bolsonaro (sem partido) decidiu entrar no meio da polêmica envolvendo a Igreja Universal em Angola. O presidente decidiu mandar uma carta ao presidente do país africano, João Manuel Lourenço, relatando uma preocupação e solicitando aumento da proteção a membros da Iurd na região.

A carta do político brasileiro foi divulgada, nesta segunda-feira (13), no Twitter, pelo deputado federal e filho do presidente do Brasil, Eduardo Bolsonaro (PSL-SP).

“Julgamos ser preciso evitar que fatos dessa ordem voltem a produzir-se ou sejam caracterizados como consequência de ‘disputas internas’. Há perto de 500 pastores da IURD em Angola e, nesse universo, 65 são brasileiros. Os aludidos atos de violência são atribuídos a ex-membros da IURD, que também têm levantado acusações e, com isso, motivado diligências policiais na sede da entidade e nos domicílios de dirigentes seus”, afirmou o texto assinado por Bolsonaro.

Na última sexta-fiera (10), o SIC (Serviço de Investigação Criminal) da Polícia Nacional de Angola chegou a fazer ações de busca e apreensão contra pastores da Igreja Universal do Reino de Deus no país africano.

A investigação mira suspeitas de evasão de divisas e de lavagem de dinheiro. Os agentes, então, apreenderam computadores, câmeras de segurança, livros da contabilidade e documentos bancários.

CONTINUE LENDO →

A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.