Bruna Marquezine grita e reclama com Manu Gavassi em conversa após BBB 2020

Bruna Marquezine
Bruna Marquezine conversa com Manu Gavassi pela primeira vez após o BBB 2020 (Imagens: Reprodução – Gshow/ Montagem – RD1)

Uma das torcedoras mais fervorosas de Manu Gavassi no BBB 2020, sem dúvidas, foi Bruna Marquezine. A atriz movimentou as redes sociais nos últimos meses por causa da amiga e fez questão de dizer isso para ela.

Durante a madrugada desta terça-feira (28), após a final da temporada, a artista apareceu ao vivo no Gshow e surpreendeu a terceira colocada com seu desabafo. Logo no início do encontro virtual, a cantora pediu desculpas por não ter lhe contado que entraria no programa.

Marquezine, por sua vez, brincou que não poderia lhe dizer o que pensava por estar ao vivo. “Você não me contou [que estava no BBB]. Eu não pude me preparar”, gritou a famosa.

“Por sua causa eu aprendi a fazer mutirão, estou revoltada. Queria tanto que você ganhasse para você pagar a minha terapia, porque fui cancelada todos os dias desde que esse programa começou”, disse a artista.

Em seguida, visivelmente emocionada, a atriz declarou toda a sua dedicação e esforço durante a estadia de Gavassi na temporada: “Como você foi corajosa, que orgulho de você. Já falamos como é necessário a questão da representatividade, então você sabe como foi necessária a vitória da Thelma. Ela mereceu. Era dela. Foi uma final linda”.

Surpresa com tudo o que aconteceu, Manu chorou muito e ficou boquiaberta com a declaração. “Estou assustada demais, socorro, me perdoa por tudo, por não ter te avisado que eu ia entrar no BBB, amiga”, disse.

Final histórica

A edição histórica do Big Brother Brasil, da Globo, chegou ao fim nesta segunda-feira (27). Thelma Assis foi a grande vencedora, com 44,1% dos votos. Emocionado, Tiago Leifert anunciou o resultado de dentro da casa, no jardim. Rafa Kalimann ficou em segundo e ganhou R$ 150 mil. Manu Gavassi conquistou a terceira posição, com 21,09% dos votos.

Sobre a vencedora, antes de anunciar o resultado, o apresentador discursou: “Thelminha, representar é o que você faz de mais bonito. Quando caiu o muro, e vocês viram o que estava do outro lado… A Thelma foi a primeira a bater no peito, e a falar: ‘Não tenho medo de nenhum deles’”.

“Sabe por que a Thelma foi esse ícone? Porque ela está acostumada. A Thelma estava sempre contra a estatística. Ela samba na cara da sociedade”, desabafou Leifert.

Fábio Almeida é jornalista, produtor multimídia e um apaixonado pelo que acontece na televisão. É redator e responsável pela coluna “Do Fundo do Baú”, publicada às quintas-feiras no RD1, com conteúdos marcantes da história da TV brasileira. Está nas redes sociais no @luizfabio_ca e também pode ser através do email luizfabio@rd1audiencia.com

WordPress Lightbox