Bruno Gagliasso diz que Bolsonaro comemorou morte de brasileiro e solta o verbo

Bruno Gagliasso contra ataca Jair Bolsonaro (Imagem: Reprodução – Instagram / Montagem – RD1)

Bruno Gagliasso continua fazendo oposição ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) nas redes sociais e reagiu imediatamente ao se deparar com uma declaração sobre a CoronaVac, vacina do laboratório chinês Sinovac que está sendo testada pelo Instituto Butantã.

Na ocasião, foi dito que ela causa “invalidez” e até a “morte”, após um voluntário de 33 anos morrer no dia 29 de outubro e as pesquisas relacionadas a vacina serem interrompidas pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

“Morte, invalidez, anomalia. Esta é a vacina que o Dória [governador de São Paulo] queria obrigar a todos os paulistanos tomá-la. O Presidente disse que a vacina jamais poderia ser obrigatória. Mais uma que Jair Bolsonaro ganha”, disparou o presidente.

Foi aí que Bruno mostrou toda a sua revolta com a situação, ainda mais pelo fato das evidências mostrarem que a morte do rapaz foi causada por um possível suicídio.

“Eu nem sei o que dizer sobre um Presidente da República que usa uma morte pra cantar ‘vitória’ sobre alguma coisa. Ainda mais quando se descobre que a causa dessa morte foi suicídio. Que país é esse?”, disparou o ator.

“Está todo mundo falando muito em frente ampla isso, oposição aquilo, mas tem uma coisa muito importante para 2022 que será a minha tecla: nulos e brancos serão responsáveis por fazer com que uma minoria que se identifica com esse horror leve vantagem nas urnas”, completou.

Nos comentários, Bruno Gagliasso recebeu o apoio dos fãs.

Confira:

CONTINUE LENDO →

Lucas Medeiros é formado em Comunicação Social e compartilha o dia a dia dos artistas, famosos e celebridades. Acompanhe no Instagram clicando aqui!

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com