Cantora se irrita com programa Eliana e vence o SBT em guerra na Justiça

Guinho Santos

Revisado por: Luiz Fábio Almeida

14/05/2024

Programa Eliana
Vendedora levou a melhor em briga contra o Programa Eliana (Imagem: Reprodução / SBT)

Uma vendedora levou a melhor em uma batalha judicial contra o SBT após ter ganhado um concurso no Programa Eliana e nunca ter recebido um prêmio.

De acordo com informações do colunista Rogerio Gentile, do Uol, a emissora de Silvio Santos foi condenada pela Justiça de São Paulo e foi obrigada a pagar a quantia de R$ 342 mil.

Na atração, exibida em 2011, Vania de Souza esteve no quadro Tem um Cantor Gospel Lá em Casa, o qual revelava novos talentos da música evangélica, dando uma quantia de R$ 5 mil ao vencedor e uma gravação de um CD.

Ganhadora do projeto, a vendedora apenas recebeu um cheque simbólico de um dos jurados e, ao entrar com a ação, alegou que chegou a deixar o emprego com a promessa de que entraria em uma carreira gospel.

A moça afirmou que era a realização de seu maior sonho, mas que ele foi interrompido pelas falsas promessas. Além disso, o álbum nunca foi feito.

A defesa do canal anunciou que a responsabilidade pela gravação era da empresa Support Congressos, reforçando que se solidarizava com a autora do processo. 

A empresa também acrescentou que apoiava o envio de um ofício ao Ministério Público, pedindo a abertura de uma investigação contra a empresa. O SBT ainda constatou que procurou a vendedora para fazer o pagamento do prêmio em dinheiro e também com o intuito de reparar a situação do CD, mas seu endereço não foi encontrado.

A Support Congressos, por sua vez, declarou na Justiça que já tinha descoberto que a vendedora tinha gravado um CD anteriormente, o que teria contrariado o regulamento do concurso.

Juiz toma decisão sobre processo envolvendo o SBT

Ainda assim, a empresa teria seguido com as orientações do SBT para cumprir com os pagamentos, mas afirmou que a vencedora não tinha comparecido nas datas das gravações.

Outro ponto apontado pela Support foi que Vania vinha exigindo coisas como veículos, roupas e datas, como uma artista consagrada, algo que não cabiam para a empresa.

O juiz ficou do lado da vendedora e condenou a emissora e a empresa para que realizem o pagamento da indenização, algo que deve ser feito de forma conjunta.

O que você achou? Siga @rd1oficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui
Guinho Santos
Escrito por

Guinho Santos

Guinho Santos é formado em Jornalismo e escreve sobre o universo das celebridades há dez anos. Reality show, bastidores da TV e novelas também são seus pontos fortes. Além disso, possui experiência como Social Media e apresentador. Seu canal na web é através do Instagram @guinhosantos__.