Carmo Dalla Vecchia revela motivo surpreendente sobre morte de personagem em Órfãos da Terra

Carmo Dalla Vecchia
Carmo Dalla Vecchia revela ter medido para seu personagem morrer em Órfãos da Terra (Imagem: Reprodução / Globo)

O desfecho mortal do personagem de Carmo Dalla Vecchia em Órfãos da Terra não foi apenas para contemplar o encaminhamento da história. Segundo revelação do próprio ator, em entrevista ao Gshow, ele mesmo pediu para que Paul fosse morto por um motivo nobre: na vida real, queria acompanhar o nascimento de Pedro, seu primeiro filho.

Entre uma cena e outra, eu visitava um aplicativo que mostra o crescimento em semanas de um bebê virtual e ficava sabendo das mudanças por ali. Quando me convidaram para fazer Órfãos da Terra, fiquei feliz demais, mas meu filho iria nascer antes do término da novela”, disse.

A solicitação de dispensa foi prontamente aceita pelas autoras da trama. “Liguei e pedi, quase de joelhos, para me deixarem fazer o personagem, mas disse que precisava buscar meu filho, que iria nascer em agosto, e a novela terminava um mês depois. Elas vibraram com a novidade e permitiram que eu fizesse, sendo que Paul morreu um mês antes do término da novela. Sou eternamente grato a Duca Rachid e a Thelma Guedes por isso”, confidenciou.

O artista tem mais de 20 anos de carreira, mas sua vida pessoal nunca esteve tão a frente dos holofotes como neste ano. Tudo começou quando, no dia 11 de julho, ele decidiu falar, em rede nacional, acerca do seu relacionamento de 16 anos com o autor João Emanuel Carneiro, também pai da criança, que hoje tem dois anos.

A homenagem foi feita durante a participação de Carmo na Super Dança dos Famosos e foi a primeira vez em que o famoso fez uma declaração pública à sua família.

Sofri demais com a partida de amigos queridos por conta da Covid, e pensei que poderia ajudar pessoas como eu, que gostariam de constituir família, apesar das dificuldades que casais de homens gays encontram nessa jornada: Quero que iguais a mim se sintam representados e menos amargurados porque historicamente lhes foi dito que estavam errados. Eu não sou um homem errado. Eu sou um homem que tem uma capacidade gigantesca de amar e de respeitar pessoas iguais ou diferentes de mim“, iniciou.

Em seguida, comentou acerca do carinho do público após sua mensagem ao vivo. “Tenho recebido relatos emocionantes de famílias iguais e diferentes da minha, agradecendo o meu posicionamento. Teve gente dizendo que chorou diante da filha de 3 anos, que nasceu do mesmo jeito que o Pedro, e que não entendeu o motivo das lágrimas. Recebi mensagem de um homem que me agradeceu, porque sua mãe ligou para ele emocionada vendo o cara da novela, que era igual ao filho dela, e isso fez com que ela tivesse orgulho dele também”, concluiu.

Elson Barbosa
Jornalista, encantado pelo entretenimento e pela possibilidade de contar e conhecer várias histórias ao mesmo tempo. Está no RD1 como repórter. Pode ser encontrado nas redes sociais no @ellsonbarbosa
Veja mais ›