Cauã Reymond surpreende ao revelar infância sofrida: “Ambiente violento”

Cauã Reymond
Cauã Reymond surpreende ao revelar infância sofrida: “Ambiente violento” (Imagem: Reprodução / Instagram)

Quem vê Cauã Reymond no auge do sucesso não imagina, mas o ator já passou por momentos bem difíceis ao longo da vida. Em entrevista ao jornal O Globo, o ator revelou pela primeira vez que teve uma juventude bastante traumática.

“Vejo alguns colegas dizendo que muitas histórias só acontecem em novela. Antigamente, eu falava: ‘Existe! A minha vida é assim!’. Hoje, fico calado. Na realidade, existe coisa bem pior!”, desabafou.

“Quando eu era bebê, quebrei a perna pulando o berço! Hoje, consigo identificar que foi uma forma de chamar a atenção da minha mãe, que trabalhava muito. Ela foi vendedora de paçoca. Odeio paçoca até hoje! Não consigo ver nem sentir o cheiro do amendoim!”, prosseguiu.

“Minha casa era só o cheiro de paçoca que ela fazia para vender. E me levava com ela a todas as lojas de produtos naturais do Rio. A gente esperava horas, e ela ficava puta quando o gerente decidia que não ia vender a paçoca dela. A minha mãe ralou muito!”, relembrou em seguida.

Vítima de violência

Em outra parte do bate-papo, o artista, que atualmente está no ar em Um Lugar Ao Sol, novela das 21h da Globo, relatou já ter sido vítima de violência doméstica:

“O ambiente da minha casa era muito violento. Minha mãe já quebrou vassoura e duas raquetes em mim! Eu era um menino rebelde. Tinha muita energia e faltava um pulso masculino. Via o meu pai só duas vezes por ano”.

“Passamos dificuldades. Uma vez, só tinha angu. Era muito duro. A família do meu pai era classe média, mas a da minha mãe, muito pobre. No Rio, a gente morava num edifício na Gávea, perto da Rocinha. Havia muita infiltração nas paredes. Então, minha mãe deixava eu pintar a casa toda. Não tinha restrição porque as paredes iam cair mesmo”, recordou.

Cauã finalizou a entrevista dizendo que procura ser um pai muito presente na vida de Sofia, sua filha com a atriz Grazi Massafera.

“Poder dar o meu melhor como pai é mais do que quebrar um padrão da minha família, é uma questão de sobrevivência. Eu tenho esse compromisso. Minha mãe não foi carinhosa e meu pai foi ausente, apesar de ter ido morar com ele. Não guardo rancor e abraço toda a minha história”, completou.

MAIS LIDAS

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›