CBF quer negociar a Copa do Brasil em pacotes para faturar quase R$ 1 bilhão

Paulo Carvalho

30/01/2022

Copa do Brasil

Globo deve renovar os direitos da Copa do Brasil, mas CBF quer mais dinheiro (Imagem: Reprodução / Globo)

A CBF abriu diálogo com empresas interessadas no direito de transmissão da Copa do Brasil. A entidade sinalizou para uma divisão da competição em dois pacotes de jogos. Um deles foi disponibilizado para a Globo.

A instituição pensou em um novo formato de comercialização para a Copa do Brasil há alguns meses. Com 122 jogos do torneio, a ideia inicial era dividir o pacote em duas partes, sendo uma delas com 50 partidas, o que acabou acontecendo.

Segundo o UOL, a CBF conversou com a Globo para a negociação de um dos pacotes com um valor semelhante ao atual contrato. A emissora líder de audiência aceitou uma divisão das transmissões com a Amazon para este ano.

O órgão pensou em um reajuste entre 40% e 50% do valor atual. Até o momento, os nomes dos interessados não foram revelados.

SBT, Record e Band iniciaram uma corrida por torneios de futebol de importância para os seus respectivos catálogos de jogos. A CBF colocou um valor ambicioso de arrecadação: R$ 700 milhões.

Globo perde o monopólio dos campeonatos de futebol

Neste ano, o Campeonato Carioca vai ser exibido pela Record. O Campeonato Paulista também, com o acréscimo da HBO Max e do YouTube. A Copa do Brasil segue com a Globo/SporTV, assim como o Campeonato Brasileiro 2022.

Quem quiser acompanhar a Sul-Americana, pelo menos por enquanto, só vai conseguir ver os jogos por meio da Conmebol TV. A Libertadores da América continua com o SBT, na TV aberta, e com a ESPN Brasil, na TV paga.

A Copa do Mundo do Qatar vai ser transmitida pela Globo, na TV gratuita, e no SporTV, na TV por assinatura.

Para o Futebol 2022, a emissora da família Marinho conseguiu as seguintes marcas patrocinadoras: Chevrolet, Grupo Petrópolis, Hypera Pharma, Vivo, Itaú, Sportingbet e Amazon.

“Esse é um dos principais projetos comerciais do mercado publicitário e, pela primeira vez, teremos sete patrocinadores. Isso mostra o reconhecimento da relevância da Globo e o potencial para reverberar as mensagens das marcas atreladas ao nosso conteúdo”, afirmou Manzar Feres, diretora de Negócios em Publicidade da empresa.

O que você achou? Siga @rd1oficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui
Paulo Carvalho
Escrito por

Paulo Carvalho

Paulo Carvalho acompanha o mundo da TV desde 2009. Radialista formado e jornalista por profissão, há cinco anos escreve para sites. Está no RD1 como repórter e é especialista em Audiências da TV e TV aberta. Pode ser encontrado nas redes sociais no @pcsilvaTV ou pelo email [email protected].