Chico Pinheiro quebra protocolo da Globo e reage sobre prisão de Roberto Jefferson

Chico Pinheiro
Chico Pinheiro reage ao vivo sobre prisão de Roberto Jefferson (Imagem: Reprodução/ Globo)

Chico Pinheiro mais uma vez quebrou uma regra da Globo e soltou uma opinião no Bom Dia Brasil, ao vivo, nesta sexta-feira (13). A reação do âncora ocorreu no fim do telejornal, logo depois de noticiário anunciar a prisão do ex-deputado Roberto Jefferson (PTB).

Enquanto o telejornal estava no ar, a Polícia Federal foi às ruas e prendeu o ex-deputado e presidente nacional do PTB. O mandado é de prisão preventiva (que não tem prazo estipulado para acabar). A autorização da prisão partiu do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF).

A ordem foi dada dentro do chamado inquérito da milícia digital, que é uma continuidade do inquérito dos atos antidemocráticos.

Logo depois de Heraldo Pereira, direto de Brasília, ter dado as últimas informações sobre o caso, Chico Pinheiro disparou: “Está aí. O resultado da pregação do ódio. Está bom”.

Nos últimos anos, sem mandato parlamentar, Jefferson se aproximou de Jair Bolsonaro e, em suas redes sociais, começou a postar fotos com armas. O armamento da população é uma das principais causas do presidente. Além disso, ele tem sido acusado de compartilhar informações falsas e atacar o Judiciário.

Nos últimos dias, William Bonner quebrou um protocolo e mais uma vez usou um espaço do Jornal Nacional para desmentir declaração de Bolsonaro. Na ocasião, o apresentador exibiu uma fala do político sobre uma decisão do Supremo Tribunal Federal.

O chefe do Executivo afirmou que o STF deu autonomia para Estados e Municípios no combate à pandemia da covid-19, colocando, dessa forma, o Poder Executivo em segundo plano.

Porém, a decisão do Supremo apontou para que as três esferas trabalhassem juntas. O Jornal Nacional, então, fez questão de exibir um vídeo em que o próprio STF fez para desmentir o presidente da República.

“O Supremo Tribunal Federal reagiu hoje, de maneira inédita, a uma declaração inverídica do presidente Jair Bolsonaro costuma repetir ao falar sobre a pandemia. Numa entrevista à Rádio Mundial da Bahia, Bolsonaro voltou a dizer que o Supremo deu muito mais poderes para governadores e prefeitos do que pra ele”, afirmou Bonner.

William Bonner completou: “O STF rebateu Bolsonaro em um vídeo nas redes sociais e modificou uma frase do ministro da propaganda do regime nazista de Adolf Hitler, Joseph Goebbels. Joseph Goebbels afirmou que uma mentira contada mil vezes se torna verdade”.

Luiz Fábio Almeida
Luiz Fábio Almeida é jornalista, produtor multimídia e um apaixonado pelo que acontece na televisão. É redator e colunista do RD1. Está nas redes sociais no @luizfabio_ca e também pode ser através do email [email protected]
Veja mais ›