Claudete Troiano se oferece para emissoras após ser demitida da TV Aparecida

Claudete Troiano
Claudete desabafa após demissão da TV Aparecida (Imagem: Reprodução / TV Aparecida)

Claudete Troiano falou pela primeira vez sobre a sua demissão da TV Aparecida em entrevista a Leão Lobo, no Instagram. A apresentadora não escondeu o seu descontentamento, mas fez graça com a situação e disse que foi mandada embora “em doses homeopáticas”.

A famosa era contratada da rede católica desde 2014, quando criou ao lado da sua produção o Santa Receita. Entre 2019 e 2020, esteve no comando de um programa noturno que levava o seu nome. No início da conversa, ela aproveitou e agradeceu os seis anos em que esteva no ar.

“Primeiro, quero só agradecer a TV Aparecida e mandar um beijão para os amigos que deixei lá. Fui para lá com a promessa de poder passar um pouco do que aprendi fazendo televisão. Isso eu pude fazer. Isso para o meu lado pessoal foi bom”, ressaltou.

“Fiquei triste? Fiquei triste, sim. Não vou dizer que não fiquei”, admitiu. “Não fiquei magoada porque mágoa é uma coisa que não gosto de ter. Acho que traz doença. Fiquei triste porque foi uma coisa que eu criei”, desabafou Claudete.

A loira elogiou a emissora em que esteve, mas lamentou o modo como foi demitida. “É bem aparelhada e tem pessoas maravilhosas lá. Fiquei triste por isso. Eu gostava de ir para lá. E, lógico, [pela] forma como soube [da demissão]: via Skype no fim de um programa e falando que no dia seguinte eu já não ia”, recordou.

“Lógico que eu não esperava isso lá. De qualquer outra emissora talvez esperasse, mas nunca aconteceu dessa forma. Lá, eu não esperava. Fiquei chateada”, garantiu. “Primeiro me tiraram do Santa Receita e, agora, do programa noturno, que eu também não vou mais fazer, o que até entendo. Tiraram o contrato do Santa, mas eu continuava com o outro [programa]. Mas não vou mais fazer. Fiz o distrato porque vida que segue”, encerrou.

Sobre uma possível negociação com outros canais da TV aberta, Claudete Troiano se jogou no mercado. “Houve um aceno, mas foi antes, quando estava começando a pandemia. Mas, por causa da pandemia, acabou não rolando. Então, não é verdade. Saiu um monte de coisa aí, mas é tudo mentira. Ninguém me convidou. Então, quem quiser, por favor, pretendo trabalhar”, avisou.

CONTINUE LENDO →

Paulo Carvalho acompanha o mundo da TV desde 2009. Radialista formado e jornalista por profissão, há cinco anos escreve para sites. Está no RD1 como repórter e escreve semanalmente para a coluna Você Sabia?. Pode ser encontrado nas redes sociais no @pcsilvaTV ou pelo email paullocarvalho19@gmail.com.