CNN Brasil anuncia data para lançamento oficial da emissora no país

CNN Brasil
CNN Brasil tem data de lançamento confirmada no Brasil (Imagem: Reprodução / CNN Brasil)

A CNN Brasil anunciou nesta quarta-feira (14) a data de seu lançamento oficial no país. Em evento na Oca do Ibirapuera, em São Paulo, a emissora será apresentada ao mercado publicitário, anunciantes, autoridades, jornalistas especializados e demais convidados em 9 de março.

Em comunicado, o canal disse que o evento servirá para revelar os detalhes de sua operação no país. Todo o projeto editorial, programas, telejornais, grade de programação e outras novidades serão apresentadas. Repórteres, comentaristas, apresentadores e alta cúpula estarão presentes.

Cercada de expectativas, a CNN Brasil deverá entrar no ar na mesma semana. Por enquanto, as instalações em São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília passam pelos últimos ajustes, bem como os estúdios, que deverão ser entregues na próxima semana. Todos os contratados já dão expediente.

Com o investimento de Rubens Menin, dono da construtora MRV, e liderada por Douglas Tavolaro, ex-vice-presidente de Jornalismo da Record, a emissora está garantida na operadora de TV paga Claro, maior do país. Só no início de 2020, mais de 25 nomes foram confirmados entre os contratados.

Exclusivo: CNN Brasil tira repórter da Globo; apresentador-sensação diz “não”

A CNN Brasil segue montando sua equipe de vídeo, para desassossego da concorrência. Alvo preferencial até aqui, o Grupo Globo voltou a ser atingido nesta semana.

Um dos bons nomes da nova geração, Diego Sarza pediu demissão da Globo para ser apresentador do novo canal de notícias. Nas dependências da família Marinho, Sarza vinha atuando como repórter da Globo e GloboNews, além de âncora do GloboNews – Edição da Meia-Noite, em substituição ao titular Erick Bang.

Diego Sarza estava no Grupo Globo desde 2013, acumulando passagens pelas praças Curitiba e Rio de Janeiro. Ano passado, o repórter se destacou e fui muito bem elogiado por sua performance na cobertura da tragédia ambiental de Brumadinho (MG), daí o interesse da CNN.

Além de Sarza, a CNN Brasil também tentou tirar outro nome em ascensão na Globo: Márcio Bonfim. Âncora do NE1, da Globo Nordeste, em Recife, o jornalista recusou o convite do canal liderado por Douglas Tavolaro e Rubens Menin.

A ideia da CNN era contar com Márcio no comando de um de seus telejornais matutinos, a exemplo de Taís Lopes (ex-TV Verdes Mares, do Ceará), que chamou a atenção da nova emissora após participar do rodízio do Jornal Nacional aos sábados.

A Globo, porém, agiu rápido e tratou de assegurar a permanência de Márcio Bonfim, que foi mantido nas edições do JN nos fins de semana e virou o substituto de Tadeu Schmidt no Fantástico, em função que cabia a Dony De Nuccio. Diferente de Taís, contratada de uma afiliada, Márcio é funcionário do Grupo Globo.

CONTINUE LENDO →

A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.