Otto Jr como o juiz Paulo, “inspirado” em Sérgio Moro, de “O Mecanismo” (Imagem: Divulgação / Netflix)

Série da Netflix que aborda os bastidores da Operação Lava-Jato – responsável pela prisão de empresários e políticos corruptos – “O Mecanismo” se viu “confrontada com a vida real” durante as gravações de sua segunda temporada. É que uma das locações escolhidas pela produção pertence a uma empresa citada nos processos da operação.

Segundo informações da jornalista Patrícia Kogut, o local, que serviria de ambientação para uma estação de trem, acabou vetado. O mesmo se deu na primeira leva de episódios, quando peças cedidas ao figurino por uma conhecida joalheria foram descartadas, já que a empresa se viu implicada nas investigações.

Roteirizada por José Padilha (também diretor) e Elena Soárez (de “Treze Dias Longe do Sol”, exibida em janeiro pela Globo), “O Mecanismo” causou polêmica por reunir referências e frases de figuras de renome na política brasileira e do sistema judiciário.

Participaram da primeira temporada nomes como Caio Junqueira, Carol Abras, Eduardo Lago, Emílio Orciollo Neto, Enrique Diaz, Helena Ranaldi, Jayme Periard, Leonardo Medeiros, Lee Taylor, Michel Bercovitch, Pietro Mário, Selton Mello e Sura Berditchevsky.

Saiba Mais:

Fabio Porchat, Giselle Itié e Julianne Trevisol protagonizarão série do Comedy Central

Clayton Conservani e Carol Barcellos participarão de nova série de aventura na Globo

Recomendados para Você:

COMENTÁRIOS - Interaja Você Também! ⬇

Os comentários aqui não refletem a opinião do site e seus autores. Está opção de comentário NÃO publica automaticamente nada em seu Facebook, fique tranquilo!