Com mais audiência que Hebe e Aruanas, Cine Holliúdy terá episódio duplo

Marylin ( Letícia Colin), ET ( Bolachinha), Francis ( Edmilson Filho). em cena de Cine Holliúdy.
Marylin ( Letícia Colin), ET ( Bolachinha), Francis ( Edmilson Filho) em cena de Cine Holliúdy; reprise conquistou o público de novo (Imagem: Marcos Rosa / Globo)

Existe uma máxima que diz que, para bons programas sempre haverá público. Basta lembrar, por exemplo, de algumas novelas, como Vale Tudo e A Viagem, que são sucesso em todas as suas exibições. Agora este seleto grupo ganha mais um título: a deliciosa Cine Holliúdy, série que se despede do público em 1º de setembro, com um episódio duplo.

Ao noticiar a reprise da primeira temporada, esta coluna até questionou o risco de uma reexibição tão precoce. Hoje, é possível constatar que a Globo fez uma aposta certeira. A história bebe da mesma fonte da consagrada O Auto da Compadecida, retratando tipos hilários do Nordeste.

Não à toa, os índices da reprise estão bem próximos da transmissão original, entre abril e julho do ano passado. Em São Paulo, principal praça do PNT, o recorde foi atingido na última terça-feira (11) com 23,4 pontos.

Na reexibição, os seis episódios acumulam uma média de 22,3 pontos. Em 2019, considerando-se o mesmo período, a média foi de 22,8. Mesmo o produto estando fresco na memória do telespectador, a queda entre um ano e outro foi insignificante.

Reprise precoce de Cine Holliúdy supera séries inéditas

O desempenho de Cine Holliúdy se torna ainda mais expressivo se levarmos em consideração que a reprise precoce tem índices superiores a toda a temporada de Aruanas.

A trama sobre uma ONG que combate crimes ambientais na Amazônia encerrou a temporada com média de 19,3 pontos. Os melhores desempenhos foram registrados nas duas pontas. Tanto o episódio de estreia quanto o desfecho alcançaram 20,9 de média.

Vale ressaltar que as confusões no povoado de Pitombas também têm atraído mais público que a produção que reconta a trajetória da grande dama da TV.

Às quintas, Hebe tem registrado índices semelhantes aos do insosso reality Mestre do Sabor. Os três episódios exibidos até o momento acumulam média de 18,7 pontos.

Duas vezes mais risadas

Por conta de uma adequação no calendário de estreias, os dez episódios originais de Cine Holliúdy serão reapresentados em nove semanas.

Em resposta a um questionamento desta coluna, a Globo confirmou que, em 1º de setembro, os dois últimos capítulos serão exibidos em sequência. Para quem não quiser esperar até lá, a produção já está completa no Globoplay.

Em tempo: a segunda temporada, inédita, continua nos planos da Globo. A nova safra de episódios deve abordar a queda de uma estação espacial em Pitombas.

Atores e público festejam a reprise de Cine Holliúdy

A reexibição da série foi motivo de festa para o elenco. Intérprete da protagonista Marylin, Letícia Colin demonstrou toda a sua gratidão por esse trabalho: “Cine Holliúdy demonstra o patrimônio da nossa cultura, da nossa regionalidade, das nossas características e das nossas diferenças. ‘Cine’ exalta as nossas diferenças e mostra como isso é lindo, rico e brilhante quando a gente olha para essas diferenças e pode aprender com elas”.

Já no episódio de reestreia, a recepção foi positiva também entre o público. O perfil da Globo no Twitter, que não costuma interagir com os fãs, quebrou essa regra ao receber o agradecimento de uma usuária.

Na mensagem, ela afirmava que o avô, então internado com Covid-19, riu ao assistir ao episódio. Leia:

Duelo de estreias

Em 8 de setembro, terça-feira seguinte ao fim de Cine Holliúdy, um duelo de estreias promete empolgar a tevê aberta. A Globo exibe o primeiro episódio de Amor e Sorte. A nova produção remota é protagonizada por três casais da vida real, além das Fernandas Montenegro e Torres.

Enquanto isso, a Record dá o start para A Fazenda 2020. Essa será a 12ª temporada do reality show rural, mais uma vez sob o comando de Marcos Mion.

CONTINUE LENDO →
Piero Vergílio é jornalista profissional desde 2006. Já trabalhou em revistas de entretenimento no interior de SP e teve passagens pelo próprio RD1. Em tempos de redes sociais, criou um perfil (@jornalistavetv) para comentar TV pelo Twitter e interagir com outros fãs do veículo. Agora, volta ao RD1 com a missão de publicar novidades sobre a programação sem o limite de 280 caracteres.