Datena defende população e é chamado de comunista por deputado bolsonarista

Band
Datena comanda o Brasil Urgente; apresentador sofre ataque de político (Imagem: Reprodução / Band)

José Luiz Datena foi chamado de comunista pelo deputado bolsonarista Carlos Jordy na última sexta-feira (18), no Twitter, após o apresentador ter feito críticas contra o preço do arroz, que em alguns supermercados do país chegou a marca dos 40 reais.

No Brasil Urgente, o jornalista pediu para que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) tomasse duas atitudes: tabelar e congelar o preço dos alimentos da cesta básica. “Faz o cara tabelar e congelar o preço da cesta básica”, esbravejou.

Datena afirmou que nunca pediu nada ao Chefe do Executivo, mas abriu uma exceção “em nome do povo”. “Congela o preço da cesta básica, presidente Jair Bolsonaro, o senhor sabe que eu não sou puxa-saco, nunca pedi nada para o senhor, nenhum favor. Mas, por favor, em nome do povo brasileiro, tabela e congela a cesta básica até o fim do auxílio emergencial”, aconselhou.

Jordy compartilhou trechos editados do programa da Band e comparou a fala de Datena com os ideais de Josef Stalin, Lenin e Fidel Castro. “Datena tem a ‘solução’ para resolver o aumento do preço do arroz. Ele propõe o mesmo que Stalin, Lênin, Chavéz e Fidel: o comunismo”, acusou.

Em seu blog, o apresentador esclareceu que não é a favor do tabelamento de preços, mas é contra preço abusivos. “Sou contra tabelamento de preços, é verdade. Mas sou contra preços abusivos de cesta básica também. Especialmente em uma pandemia, isso é um absurdo. Controlar o preço do mínimo que a população deve consumir para se manter vivo, que é comida, aí eu sou a favor”, afirmou.

Confira:

CONTINUE LENDO →

Paulo Carvalho acompanha o mundo da TV desde 2009. Radialista formado e jornalista por profissão, há cinco anos escreve para sites. Está no RD1 como repórter e escreve semanalmente para a coluna Você Sabia?. Pode ser encontrado nas redes sociais no @pcsilvaTV ou pelo email paullocarvalho19@gmail.com.