Debates na Jovem Pan provocam discórdia e ameaça de processo nos bastidores

Jovem Pan
Jovem Pan enfrenta problema nos bastidores (Imagem: Reprodução / Jovem Pan News)

A Jovem Pan ganhou um problema inusitado nos bastidores: a guerra entre funcionários da redação. Desde sempre, mais ainda quando a empresa lançou o seu canal de notícias, o incentivo ao confronto de ideias e opiniões sempre foi um pedido dos superiores.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

publicidade

Contudo, a busca por discussões acaloradas passou da linha e essa discordância chegou ao ponto de uma guerra fora do ar, com ameaças de processo de um contra o outro, segundo informações do jornalista Flávio Ricco, do R7.

Dentro da situação, segundo a reportagem, o conflito entre Paulo Figueiredo e Maicon Mendes, tudo por um não concordar com a informação dada pelo outro.

publicidade

Veja Também

Jovem Pan protagoniza momentos polêmicos

Há alguns dias, Carla Cecato surpreendeu com uma informação sobre a rusga envolvendo o presidente Jair Bolsonaro (PL) com a imprensa brasileira, em especial os canais de TV.

“Eu conversei com um dos maiores diretores de jornalismo da direção brasileira, e ele me falou que, desde o governo Bolsonaro, não jorra mais dinheiro na imprensa”, comentou no programa Linha de Frente.

“O Bolsonaro não manda dinheiro para emissoras de televisão. Por ética”, garantiu. “O que acontecia em todos os governos? Os governos derramavam milhões de reais (…) nas empresas jornalísticas para publicidade comercial do governo”, apontou.

“O Bolsonaro não se vende para a imprensa”, surpreendeu. “Então a imprensa, que não é direita, quer acabar com ele. Fora isso, a maioria das pessoas de imprensa são comunistas, socialistas, marxistas. É por isso que a imprensa bate no Bolsonaro dia sim, dia também”, declarou.

publicidade

Mais recentemente, no Morning Show, a comentarista Zoe Martínez usou palavras de cunho racista em uma fala sobre o caso Piquet x Hamilton.

“Então o Neguinho da Beija-Flor também é racista, né? E olha que ele é negro, negro, assim, que na escuridão a gente só vê a gengiva. E ele tem muito orgulho de ser negro, da cor da pele dele. Tanto é que o nome dele é Luiz Antonio alguma coisa assim… E ele é conhecido como Neguinho da Beija-Flor, pois tem orgulho aí da sua raça”.

A manifestação veio à tona durante seu comentário sobre a resposta que o piloto Lewis Hamilton deu a Nelson Piquet após ser chamado de “neguinho”.

publicidade

O que você achou? Siga @rd1oficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Da RedaçãoDa Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.