Denúncia apontou falha em avião seis meses antes de acidente que matou Marília Mendonça

Marília Mendonça
Marília Mendonça faleceu após aeronave cair perto de uma cachoeira (Imagem: Reprodução)

A empresa responsável pelo transporte de Marília Mendonça chegou a receber uma denúncia seis meses antes do acidente, que resultou na morte da cantora e outras quatro pessoas.

Segundo informações do G1, a denúncia anônima revelou que a aeronave, operada pela PEC Táxi Aéreo, apresentava problemas no sistema antiembaçamento do para-brisa, o que dificultariam os pousos e decolagens.

De acordo com a publicação, no entanto, não há indícios de que a falha denunciada possa ter relação com a queda. O Ministério Público Federal (MPF) em Goiás chegou a iniciar as investigações sobre o caso, mas foi arquivado após a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) informar que o problema tinha sido corrigido.

No entanto, em nota, a Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) fez uma revelação. O comunicado informa o bimotor que transportava a cantora atingiu um cabo de uma torre de distribuição da empresa, em Piedade de Caratinga, no Vale do Rio Doce.

O avião, um bimotor King Air da Beech Aircraft, fabricado em 1984, decolou de Goiânia e caiu em uma cachoeira a 2 quilômetros da pista onde faria o pouso, segundo informou a Polícia Militar mineira. A aeronave tinha capacidade para 4,7 mil quilos e podia levar até 6 passageiros.

A FAB apura diversas hipóteses sobre o ocorrido na serra de Caratinga, em Minas, entre elas a possibilidade da aeronave ter colidido contra fios de alta tensão próximos ao local.

Policiais ouviram relatos de pilotos que sobrevoaram a região próximo ao momento do acidente e também de testemunhas que o avião pode ter rasgado fios de alta tensão ligadas a uma torre próximo ao local.

Vale lembrar que a família da artista anunciou que os corpos da cantora e do tio, Abicieli Silveira Dias, serão velados juntos, neste sábado (6), no Ginásio Goiânia Arena. A informação foi confirmada pela assessoria da sertaneja, na madrugada de hoje.

O comunicado também sinalizou que o velório será aberto ao público e acontecerá de 13h às 16h. A expectativa, inclusive, é de que mais de 100 mil pessoas passem pelo local para o adeus à cantora, segundo o governador Ronaldo Caiado (DEM).

A Secretaria Municipal de Mobilidade também anunciou que haverá um cortejo do ginásio ao Cemitério Memorial Parque, onde Marília Mendonça será enterrada.

A notícia da morte dela foi confirmada por sua assessoria, depois de uma informação equivocada, também informando quais foram as outras vítimas:

“Com imenso pesar, confirmamos a morte da cantora Marília Mendonça, seu produtor Henrique Ribeiro, seu tio e assessor Abicieli Silveira Dias Filho, do piloto e copiloto do avião, os quais iremos preservar os nomes neste momento. O avião decolou de Goiânia com destino a Caratinga/MG, onde Marília teria uma apresentação esta noite. De momento, são estas as informações que temos”.

Os bombeiros também falaram sobre as mortes: “O Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais informa que nesta sexta (5), ocorreu a queda de uma aeronave de pequeno porte, modelo Beech Aircraft, na zona rural de Piedade de Caratinga. O CBMMG confirma que a aeronave transportava a cantora Marília Mendonça e que ela está entre as vítimas fatais”.

MAIS LIDAS

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›