Descubra algumas curiosidades e fatos da série Hebe – A Estrela do Brasil

Heb
Hebe foi interpretada por Andréa Beltrão em produção (Imagens: Reprodução – Globoplay – SBT / Montagem – RD1)

A série Hebe – A Estrela do Brasil, exibida pela Globo às quintas, vem levantando uma série de questionamentos sobre a real história de Hebe Camargo, vivida por Andréa Beltrão, ao longo de sua carreira na TV Brasileira. Nesta lista, vamos mostrar algumas curiosidades sobre os primeiros episódios da minissérie.

Entrevista com Marília Gabriela

Andréa Beltrão
Hebe (Andréa Beltrão) e Gabi (Fabiana Gugli) (Imagem: Reprodução / Marcos Rosa)

A série mostra uma entrevista de Hebe Camargo à apresentadora Marília Gabriela. A entrevista aconteceu de verdade e marcou um momento da carreira da entrevistadora, que retornou ao SBT com o seu De Frente com Gabi. O bate-papo da série seguiu à risca as falas entre as duas apresentadoras e amigas.

Menudos na Band

O grupo Menudos se apresentou no programa de Hebe, em 1985, na TV Bandeirantes. A participação dos rapazes seguiu fiel, na série, à verdadeira apresentação.

Mal-estar com Olga

No seriado, a eterna Rainha da TV brasileira cria um embate com Valter Clark sobre a personagem Olga que gerou um mal-estar entre as partes. Na vida real, a personagem Olga del Volga, que era uma sexóloga russa, existiu e era uma criação do ator Patrício Bisso, que faleceu em 2019, dias após a estreia do filme.

Parceria com Ronald Golias

Hebe e Ronald Golias (1929-2005) eram grandes amigos na vida real. Além do comediante, a famosa também era grande amiga de Nair Bello (1931-2007) e Lolita Rodrigues, como mostra a série da Globo.

 

Música do seriado

A canção Nada Além, que abre a minissérie, é uma composição do ator Mário Lago (1911-2002). A apresentadora já gravou a versão, mas não exitou em cantar de improviso, ao vivo, a música durante o Domingão do Faustão, em 2011. Na ocasião, a contratada do SBT foi recebida pelo amigo Fausto Silva com honrarias para receber o Troféu Mário Lago das mãos de Antonio Fagundes. Ao final, a apresentadora ainda ganhou um selinho de Caio Castro.

Dercy e Roberta Close

Na série, Dercy Gonçalves e Roberta Close são duas das convidadas do sofá de Hebe Camargo. Na atração, ao vivo, a humorista acabou mostrando os peitos, o que gerou uma dor de cabeça para a apresentadora, que foi ameaçada pela censura do Governo Militar de sair do ar, em 1985.

Na versão real, Roberta Close não era convidada da atração. Dercy, por sua vez, mostrou os peitos e gerou tal repercussão. Anos mais tardem em outro programa, mas no SBT, Hebe recebeu Gonçalves e as duas falaram sobre o fato. A comediante, por sua vez, repetiu o ato e exibiu os seios.

Perseguição política

Exaurida pela perseguição política, a apresentadora chegou a informar aos seus telespectadores que deixaria a TV. Na série, a apresentadora larga o microfone ao chão. Na realidade, a cena também existiu. No entanto, Perpétua Gomes, fã incondicional da apresentadora e que acompanhou a loira por quase 40 anos, disse que isso nunca existiu. O fato, vale ressaltar, foi citado na biografia oficial da comunicadora, que foi escrita por Artur Xexéu.

Jantar movimentado

Na cena em que Hebe, ao lado de Lélio Ravagnani (Marco Ricca) e Marcelo Camargo (Caio Horowicz), recebe amigos para a ceia de Natal trata-se de Paulo Maluf e a esposa, Sylvia Lutfalla Maluf. O político era figura carimbada nas festas da loira, que chegou a fazer propaganda para ele nas eleições.

Amigas de décadas

 

Hebe, Nair Bello e Lolita Rodrigues eram amigas de décadas e se falavam quase diariamente. Lolita e Hebe se conheceram no começo de suas carreiras. Nair veio algum tempo depois. Atualmente, com 91 anos, Lolita Rodrigues, a única viva das três, vive em João Pessoa, Paraíba, com a filha, e está afastada do mundo artístico. De acordo com o Balanço Geral, a atriz vive reclusa e não quer mais aparecer na mídia.

Hebe
Amigas eram inseparáveis, mesmo sendo de emissoras diferentes (Imagem: Reprodução)

Fase difícil

A minissérie mostra, em seu segundo episódio, Hebe trabalhando na casa de uma “tia” para ajudar a família. O fato ocorreu de verdade. A apresentadora confessou que cometia pequenos “roubos” de comida para matar a fome. “Um roubinho para forrar o estomiguinho”, disse a loira, décadas depois. De família humilde e pobre, a artista sempre se referiu aos tempos de pouca fartura como “pobrete, mas alegrete”.

Família sempre presente

A cena em que mostra Sigesfredo Monteiro Camargo, chamado de Fêgo Camargo (Ângelo Antônio), pai de Hebe, tocando violino para acordar os filhos, é real. O fato acontecia constantemente.

A apresentadora com os pais (Imagem: Reprodução/Twitter)
Na série, a artista com o pai (Imagem: Reprodução/Twitter)

Stella Camargo, irmã de Hebe, que foi retratada no segundo episódio, morreu dez meses depois de Hebe Camargo pelo mesmo tipo de câncer da apresentadora.

(Imagem: Reprodução/ Twitter)

 

 

Namoro com dono de rádio

O primeiro namorado da apresentadora, Luís Ramos, era dono de muitos veículos de comunicação da época. Um deles, era a rádio Excelsior, onde a famosa mostrou seu talento vocal no começo da carreira. O terceiro episódio do seriado mostrou o o desenrolar do namoro deles, que durou oito anos.

No romance, Ramos dizia que se separaria da mulher para se casar com a comunicadora, mas isso não aconteceu. Os dois fizeram algumas aparições públicas como casal, mas o namoro terminou.

Cantora de sucesso

Ainda sem pensar em apresentar um programa de TV, a estrela foi uma das maiores cantoras de sua época. Ela gravou muitos discos e cantava samba. Mesmo com grande destaque, ela desistiu da carreira após ouvir conversas de bastidores sobre ser desafinada. No entanto, já apresentadora, a artista voltou a cantar no final dos anos 1990.

 

Estreia da Tupi

A cena em que Camargo aparece ao lado de Ivon Cury cantando na estreia da TV Tupi, em 1950, foi verdadeira. A cantora marcou presença nas comemorações da emissora, mas o vídeo foi exibido na estreia da TV, não antes, como foi mostrado na minissérie.

Chegada da TV

A estrela recebeu os primeiros equipamentos da TV Tupi, no porto de Santos, em 1950. Ao lado de Lolita Rodrigues e Assis Chateubriand, Hebe Camargo marcou presença na chegada do veículo de comunicação para o qual seria considerada “Rainha”.

(Imagem: Reprodução/ Twitter)

Recordação desta data

Em seu programa, no SBT, Hebe recebeu Lolita Rodrigues e relembrou a inauguração da TV Tupi, quando cantaria o Hino da TV. A apresentadora contou o motivo da ausência no evento. Segundo a loira, foi porque teve um compromisso com Luís Ramos. O casal fora a um evento no teatro Cultura Artística.

Roda Viva

A minissérie mostrou a participação da artista no programa Roda Viva, na TV Cultura. O fato aconteceu de verdade e foi fielmente retratado. Na atração, a loira foi perguntada sobre temas polêmicos e revelou que abortou para seguir seus princípios pessoais.

No entanto, a participação não ocorreu logo no período da inauguração da TV. O fatos ocorreram com dois anos de diferença. O aborto, feito por Hebe, ocorreu em uma clínica clandestina e sem a presença de anestesia. Na minissérie, ela comete o ato sozinha.

Entrevista de fora

Um trecho que foi deixado de fora da minissérie foi a entrevista feita por Jô Soares, na Globo, com Hebe Camargo, Lolita Rodrigues e Nair Bello cantaram o Hino da TV.

CONTINUE LENDO →

Reuber Diirr é formado em jornalismo pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES). Com passagens pela Record News ES e TV Gazeta (Globo/ES), é apaixonado por televisão e acompanha as coletivas de imprensa com matérias exclusivas em vídeos com os artistas para o RD1. Além disso, produz conteúdo multimídia com as principais informações dos famosos para o Instagram, Twitter, Facebook e Youtube do RD1. Acompanhe os eventos com famosos clique aqui!