Diogo Mainardi diz que a TV Cultura recebeu ligações de Doria e Gilmar Mendes antes de demissão

Diogo Mainardi
Diogo Mainardi em uma de suas últimas participações no Manhattan Connection, da TV Cultura                (Imagem: Reprodução / TV Cultura)

Diogo Mainardi, ex-apresentador do Manhattan Connection, afirmou em sua coluna no O Antagonista que a TV Cultura recebeu ligações do governador João Doria (PSDB-SP) e de Gilmar Mendes antes do anúncio da sua saída do talk show.

O jornalista falou que a emissora pública coordenada em parte pelo Governo de São Paulo disse que o seu pedido de demissão “é um assunto interno da produtora”, mas não “esclareceu o conteúdo dos telefonemas de Gilmar Mendes e João Doria”.

Mainardi fez um paralelo da sua saída com a morte de Paulo Francis, responsável pela denúncia, no Manhattan Connection, da “rapina na Petrobras”. Ele explicou que seu caso “é bem mais ordinário”, pois se limitou “a xingar o lulista Kakay”. “Não vou morrer por causa disso”, provocou.

Pela primeira vez, Diogo Mainardi deu sua versão do que aconteceu entre ele e Kakay. “Durante o programa, Kakay disse que Sergio Moro e os procuradores da Lava Jato — aqueles que escancararam a rapina na Petrobras e prenderam os clientes de Kakay — deveriam estar na cadeia”, recordou.

“Quando Lucas Mendes me passou a palavra, sugeri mudar de assunto, porque o defensor lulista, em meu tribunal particular, já foi julgado parcial e suspeito para falar sobre bandidagem”, cutucou.

“Ele reagiu chamando-me de humorista azedo e burro. Eu não me ofendi. Eu não me ofendo com nada. Só achei pitoresco. Um chimpanzé pula de galho em galho melhor do que eu. Ele come banana melhor do que eu. Ele se masturba melhor do que eu. Mas é pitoresco que ele interprete suas habilidades simiescas como um sinal de argúcia”, finalizou.

Diogo Mainardi protagonizou um momento histórico em mais de 70 anos da TV brasileira. No final de abril, ele mandou o advogado criminalista Kakay “tomar naquele lugar”. O momento foi censurado pela TV Cultura, mas o público entendeu a mensagem. A repercussão foi tamanha que, dias após a polêmica, Mainardi anunciou o seu pedido de demissão.

Paulo CarvalhoPaulo Carvalho
Paulo Carvalho acompanha o mundo da TV desde 2009. Radialista formado e jornalista por profissão, há cinco anos escreve para sites. Está no RD1 como repórter. Pode ser encontrado nas redes sociais no @pcsilvaTV ou pelo email paullocarvalho19@gmail.com.
Veja mais ›