Douglas Souza cria polêmica ao defender direito de gays ficarem no armário

Douglas Souza
Douglas Souza deu sua opinião sobre o assunto (Imagem: Reprodução / Instagram)

Douglas Souza soltou o verbo ao falar sobre a importância da representatividade. Em entrevista à ESPN Brasil, o jogador de vôlei defendeu o direito de gays permanecerem “no armário”, de acordo com o tempo de cada um:

“Não se apresse, não siga a onda de outras pessoas e não se pressione a fazer alguma coisa que você não queira. Quando você se sentir confortável com você mesmo, quando você tiver certeza e feliz consigo mesmo, tudo vai ficar mais fácil. Heterossexuais não se assumem”.

“Precisamos também parar com essa ideia de que gays devem se assumir. Eu acho que a gente tem que viver com amor, amar quem estiver próximo da gente. Ache sua comunidade, pois ela é grande e se apoia muito. Quando você estiver pronto e se sentir bem com isso, você não estará sozinho“, explicou.

O atleta comentou ainda o fato de ter sua sexualidade mais exposta desde os Jogos Olímpicos de Tóquio, neste ano:

“Foi muito tranquilo porque acho que desde sempre eu já sabia que eu era gay, então quando eu tinha uns 10, 11 anos de idade, você está na pré-adolescência e começa a ter interesse por outras pessoas, foi quando eu reparei que o homem me atraia mais do que a mulher”.

Lógico que hoje tudo é muito exposto por conta das redes sociais, mas tento sempre ser o mais profissional possível. Acho que a sua sexualidade, independentemente de qual seja, não vai influenciar no seu ambiente de trabalho, ou pelo menos é assim que deveria ser“, completou.

Em recente entrevista à Fábia Oliveira, do jornal O Dia, Douglas contou que apesar de colegas como Michel e Tiffany terem sofrido a discriminação pela sexualidade, ele percebeu isso de um jeito mais brando:

“Eu acho que comigo foi diferente e está sendo diferente porque o mundo veio evoluindo bastante. Não na velocidade que gostaríamos, mas a parte boa é que vem evoluindo sim e a tendência é ir disso para melhor. As pessoas hoje em dia estão mais abertas, mais conscientes dos atos delas, principalmente com relação ao preconceito. Acho que por isso que comigo foi diferente a reação das pessoas”.

MAIS LIDAS

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›