Duca Rachid e Thelma Guedes devem retomar faixa das 23h na Globo

Duca Rachid
Duca Rachid e Thelma Guedes preparam novela para faixa das 23h, na Globo (Imagem: Selmy Yassuda / Globo)

Parceiras há 15 anos, Duca Rachid e Thelma Guedes continuam desenvolvendo uma novela para a faixa das 23h da Globo, apesar do projeto paralelo de uma série policial que Thelma desenvolve com o escritor Thiago Dottori, também para emissora.

Em conversa com a coluna Curto-Circuito, Duca reforçou a continuidade do novo projeto da dupla que é vencedora de dois prêmios Emmy, com as novelas Joia Rara (2013) e Órfãos da Terra (2019).

Continuamos escrevendo uma sinopse juntas. Nossa parceria continua porque ‘funcionamos’ bem trabalhando juntas“, declarou.

A faixa das 23h está desativada desde Onde Nascem os Fortes (2018). O Selvagem da Ópera, de Maria Adelaide Amaral, chegou a entrar em produção; o folhetim acabou deslocado para as 18h – e segue sem previsão de lançamento.

O Globoplay então “absorveu” o formato, começando com Verdades Secretas 2, hoje em produção. A ideia é que o streaming passe a oferecer ao menos uma novela de 50 capítulos, o que se convencionou chamar de “supersérie”, por ano.

Será que vem aí?

No momento, enquanto o Globoplay cogita Paraíso Perdido, adaptação de George Moura e Sergio Goldenberg para obras de Nelson Rodrigues, a Globo avalia a retomada das novelas das 23h. Há expectativa quanto à reapresentação de Verdades Secretas (2015) a partir de agosto, numa espécie de “esquenta” para a segunda temporada e de teste para a TV aberta – também como resposta ao êxito da última temporada de A Fazenda, que, ano passado, minou a linha de shows.

Quando isso passar…

A coluna apurou que não há nenhuma orientação específica na Globo de como os seus autores devem abordar a pandemia nas futuras novelas do canal. O que se sabe por enquanto é que o coronavírus será ignorado nos capítulos inéditos de Salve-Se Quem Puder e também na sua sucessora da faixa, Quanto Mais Vida Melhor. Haverá breves referências à Covid-19 no título de Mauro Wilson; os negócios de Paula (Giovanna Antonelli), por exemplo, terão sido atingidos pela crise financeira.

Novidade

A BandNews investirá em um núcleo específico para as redes sociais. A ideia da emissora é aumentar a interação com o público nas plataformas digitais. A novidade coincidirá com a expansão dos estúdios da Band, uma das grandes apostas do grupo para este ano.

Grande Sassá Mutema

Demorou, mas o Canal Viva anunciou, com fotos e vídeos publicados nas redes sociais, a estreia de O Salvador da Pátria (1989). A inesquecível novela de Lauro César Muniz, protagonizada por Lima Duarte, ocupará a vaga de Sassaricando (1987), às 14h15 e à 0h45, no próxima dia 12.

A boa filha…

Karina Barum, a Shirley de Torre de Babel (1998), volta à televisão após uma década de afastamento. A também estrela de Louca Paixão (1999) e Esmeralda (2004), na Record e no SBT, agora encabeça o elenco de A3, série de Beto Ribeiro que o canal por assinatura Prime Box Brazil lança na próxima segunda-feira (5), às 18h45. Serão sete episódios centrados em Adalgisa (Karina) e nos conflitos de muitas famílias entre 1927 e 1958. A protagonista, após o fim de um casamento conturbado, insiste em permanecer alheia às mudanças da sociedade para preservar suas crenças particulares.

Duh Secco e Luiz Fábio Almeida
A coluna Curto-Circuito é assinada por Duh Secco e Luiz Fábio Almeida, editores-assistentes do RD1 e reúne, de terça a sábado, logo cedinho, o que é e vai virar notícia nas próximas horas envolvendo os movimentados bastidores da TV.
Veja mais ›