Eduardo Bolsonaro detona Luciano Huck e usa até filho do famoso

Luciano Huck
Eduardo Bolsonaro, filho de Jair Bolsonaro, ironizou Luciano Huck (Imagens: Reprodução – TV Brasil – Globo/ Montagem – RD1)

O deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) voltou a causar polêmica. Nesta sexta-feira (5), o filho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) decidiu atacar Luciano Huck e postou uma notícia envolvendo o apresentador e um dos seus filhos com Angélica.

O político compartilhou uma declaração em que os apresentadores falaram sobre o aniversário de Benício, que completou 14 anos nesta semana. “Orgulho do homem que se tornou”, disse o global.

Eduardo Bolsonaro circulou a palavra “homem” na frase de Huck e declarou: “Não se engane, os que elaboram e apoiam essas bizarrices contra-culturais não as usam dentro de casa”.

“O Natal é em família, há troca de presentes, meninos usam azul e meninas rosa, ninguém usa linguagem neutra e nenhum gay ou trans fica ofendido com isso. É tudo narrativa”, disparou ainda o político.

Nos comentários, muitos seguidores criticaram a polêmica criada pelo deputado. “Caro deputado, não há trabalho pra fazer ? Seria possível deixar um pouco de ficar nas redes sociais?”, questionou um seguidor.

“‘Conservador’ atacando uma criança e a família dos outros. Deputado, ao invés de atacar vidas que não são da sua responsabilidade… Porque não faz projetos que a população paulista seja beneficiada? Estamos há um ano das eleições…. Não mostrou nada até agora”, disparou outro.

Um terceiro escreveu: “Mas se preocupa com a vida alheia. Faça alguma coisa importante para a população ao invés de ficar com fofocas”.

Nesta semana, Eduardo Bolsonaro usou o Twitter para debochar da saída de Cissa Guimarães da Globo. O deputado federal até utilizou uma polêmica envolvendo Maju Coutinho.

“Falando sobre trabalhadores que reclamavam do lockdown por passar fome, Maju Coutinho debochou: ‘O choro é livre’. Então, fica aí o recado dela novamente…”, disparou o filho do presidente Jair Bolsonaro.

Ele compartilhou a imagem da ex-âncora do Jornal Hoje e a notícia de que Cissa Guimarães chegou a chorar com amigos ao descobrir a sua saída da emissora carioca.

A polêmica envolvendo Maju Coutinho ocorreu em março deste ano. Na época, no noticiário da Globo, após reportagem sobre o lockdown, a jornalista afirmou: “Os especialistas são unânimes em dizer que essas são medidas indispensáveis agora para conter a circulação do vírus”.

“O choro é livre, não dá para a gente reclamar, é isso que tem“, disparou a famosa. Foi justamente a expressão “o choro é livre” que despertou a ira de alguns telespectadores, principalmente os admiradores de Jair Bolsonaro.

MAIS LIDAS

Luiz Fábio Almeida
Luiz Fábio Almeida é jornalista, produtor multimídia e um apaixonado pelo que acontece na televisão. É redator e colunista do RD1. Está nas redes sociais no @luizfabio_ca e também pode ser encontrado através do email [email protected]
Veja mais ›