Em ataque a Sérgio Reis e Amado Batista, Marcelo D2 alfineta sertanejos

Marcelo D2
Marcelo D2 faz comentário polêmico sobre cantores sertanejos (Imagem: Reprodução / YouTube)

Marcelo D2 repudiou os ataques de Sérgio Reis e Amado Batista ao Supremo Tribunal Federal e ao Congresso Nacional e, de quebra, criticou os sertanejos de modo geral. O desabafo do cantor veio à tona no Twitter depois das críticas da web contra os dois veteranos da música.

“Uma pergunta: todo sertanejo é bolsominion a favor de golpe contra o estado brasileiro e parceiros do Agro dos fazendeiros… Ou tem algum que é pelo povo?”, questionou na rede social.

“Difícil, são quase todos financiados pelo agronegócio”, causou uma fã nos comentários do post. “Famoso mesmo? Duvido que exista um. O sertanejo se faz de caipirão, de gente humilde que vive uma vida simples para iludir os otários”, ofendeu outro.

Uma terceira, no entanto, rebateu: “Tem sim: Marilia Mendonça, o Matheus da dupla Jorge e Mateus, Chitãozinho e Xororó e Sandy e Júnior não são minion [sic], mas infelizmente só esses”. “Deviam mudar essa alcunha de sertanejo para Cowboy Tropical ou algo do gênero porque esse povo não tem nada de sertão no coração, o verdadeiro sertão”, detonou mais um.

Dupla polêmica

Sérgio Reis virou alvo de inquéritos da Polícia Civil do Distrito Federal depois do vazamento de vídeos e áudios dele articulando uma manifestação violenta contra o Supremo Tribunal Federal e o Congresso Nacional. Vale ressaltar: tudo em apoio ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

“Eles [Senado] vão receber um documento dizendo assim: ‘Vocês têm 72 horas para aprovar o voto impresso e para tirar todos os minitros do Supremo Tribunal Federal’. Não é um pedido, é uma ordem. Se não cumprirem em 72 horas, nós vamos parar o país”, prometeu.

Dias depois, Amado Batista fez o mesmo e saiu em defesa de atos a favor do atual governo e contra a democracia. “Brasil, acorda!”, implorou. “Estaremos juntos nas ruas em favor do Brasil, em favor da nossa liberdade, em favor do nosso capitão, presidente. Aliás, nós o elegemos para isso, para que ele pudesse dar um rumo novo a esse país, virasse um primeiro mundo, que é o que todos nós sonhamos”, discursou.

Confira:

Paulo Carvalho
Paulo Carvalho acompanha o mundo da TV desde 2009. Radialista formado e jornalista por profissão, há cinco anos escreve para sites. Está no RD1 como repórter. Pode ser encontrado nas redes sociais no @pcsilvaTV ou pelo email [email protected].
Veja mais ›