Em crise, igrejas ameaçam rescindir com emissoras e pedem desconto no aluguel

A crise econômica instaurada devido à pandemia de coronavírus não tem perdoado nem os setores religiosos, chegando até nas igrejas e, por consequência, emissoras de TV

Igrejas

Valdemiro Santiago, da Igreja Mundial, disse que pode “quebrar” por conta da crise do novo coronavírus, assim como outras igrejas (Imagem: Reprodução / YouTube)

A crise econômica instaurada devido à pandemia do novo coronavírus não tem perdoado nem os setores religiosos, chegando até nas igrejas. Sem os seus fiéis, pela pausa nos cultos por causa do isolamento social e da recomendação de evitar aglomerações, ocasionando os templos vazios, os líderes tem se mostrado preocupados com os efeitos das paralisações e a queda de receita dos seus negócios.

De acordo com a coluna de Ricardo Feltrin, do UOL, a reação entre estes representantes da fé não tem sido muito diferenciada. Pastores, como Silas Malafaia, têm cobrado ao presidente Jair Bolsonaro o fim da quarentena ou até mesmo um relaxamento das recomendações de confinamento para que suas igrejas possam ser abertas novamente.

Outros religiosos, entretanto, tomam decisões drásticas para conter o rombo nos seus faturamentos, como a demissão massiva dos seus funcionários dentro de veículos de comunicação. Casos da Igreja Renascer e da Mundial, que também tem apelado para doações online de seus seguidores.

Parte importante dos seus faturamentos, emissoras como Band e RedeTV! tem sentido acuadas com as ameaças feitas por esses líderes de rescindirem o contrato que mantem com elas, nas quais “arrendam” ou “alugam” horários na programação.

Com o prejuízo ocasionado pela crise, as igrejas propõe renegociar os valores pagos pela locação. Ainda segundo a publicação, emissários das igrejas Universal e Internacional já teriam pedido um desconto no pagamento relacionado ao aluguel.

A RedeTV!, que empresta seus horários para ambas congregações, deve ser a que mais vai sofrer no curto prazo. Enquanto a Band seria afetada em médio e longo prazo pelo maior montante da sua receita vir do pastor R.R.Soares; estima-se cerca de R$ 80 milhões anuais, além do arrendamento do canal 21 (UHF) para a Universal.

Demissões em massa também continuam sendo maneiras para driblar a crise, sendo a Rede Gospel, que pertence à Igreja Renascer e a RIT (Rede Internacional de Televisão), do pastor Soares, as mais afetadas, com várias dispensas nos últimos dias.

O apóstolo Valdemiro Santiago, da igreja Mundial, chegou a anunciar recentemente uma campanha para arrecadar doações com a meta de R$ 70 milhões, para que, segundo palavras do próprio religioso, evitar que a igreja dele “quebre”.

Da Redação
Escrito por

Da Redação

A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.